7 em cada 10 dívidas negativadas são recuperadas quando a pendência é comunicada por SMS, revela Serasa Experian

No ano de 2021 até julho, o meio eletrônico de alerta foi o formato mais eficaz

Por: Viviane Garcia

São Paulo, 19 de novembro de 2021 – Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian revelou que, nos sete primeiros meses deste ano, o formato de cobrança por mensagem de texto via SMS foi o jeito mais assertivo para recuperar dívidas negativadas de consumidores. De acordo com o índice, 67,1% das pendências são regularizadas em até 60 dias quando o modelo de alerta digital é utilizado. Os alertas via e-mail também alcançaram um bom percentual de recuperação, marcando 63,7%. Já a carta foi a menos efetiva, com 54,0%.

Segundo o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian, conhecer o perfil da carteira de clientes inadimplentes é o primeiro passo para entender qual método de cobrança precisa ser utilizado. No entanto, “com o avanço da tecnologia e da interação das pessoas com o mundo digital, é normal que o modelo de carta vá perdendo cada vez mais espaço, pois a maior parte do consumidores estão conectados ao celular e a internet grande parte do dia, tornando o recebimento de pendências por meio dessas ferramentas algo mais prático e assertivo”. Rabi também explica que “uma dívida pode acabar sendo negativada por esquecimento ou falha no pagamento via débito automático, por exemplo. Por isso, um simples comunicado de negativação pode ser o suficiente para impulsionar a recuperação de crédito”.

Na análise geral, levando em conta o ano de 2021 até o mês de julho, o Indicador de Recuperação de Crédito indica que 57,7% das dívidas são pagas em até 60 dias após a negativação. Além disso, 64,4% das pendências dos consumidores foram registradas no setor de Bancos e Cartões, que possui o maior percentual de recuperação dentre os segmentos. Veja na integra os dados no gráfico abaixo.

Metodologia
O Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian considera o número de dívidas incluídas no sistema de inadimplência em cada mês específico. A medida de até 60 dias para quitação dos compromissos financeiros deste indicador foi selecionada por refletir a régua comum utilizada pelas soluções de cobrança, mas esse tempo pode variar de acordo com cada credor. Além disso, a série histórica do índice ainda é curta, com dados retroativos desde 2017, dessa forma, não é possível afirmar períodos de sazonalidade, uma vez que seria necessário contar com no mínimo 05 anos de observação para fazer essa análise.

Para conferir mais informações e a série histórica do indicador, clique aqui.

 

Foto de Capa: Reprodução Terra

 

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,