A Carona

Alguém foi à concessionária da cidade vizinha levar o seu carro para uma revisão, contudo a empresa avisou-lhe que o veículo não ficaria pronto no mesmo dia. O indigitado resolveu voltar para casa e retornar no dia seguinte.

 Ficou no ponto de ônibus a espera do transporte. Um comerciante conhecido da sua cidade, famoso por ser sovina e interesseiro, ofereceu-lhe transporte em seu automóvel, o que foi prontamente aceito.

 Ao chegar ao destino, o passageiro, agradeceu pela “carona” e pela companhia. Crente que não seria cobrado, porquanto foi-lhe oferecido transporte, entendeu ser uma carona.

 Então, o proprietário do veículo, argumentou:

– O transporte não e gratuito, gasolina está cara! A passagem é ‘X’. Foi uma atitude não esperada. Sentiu-se constrangido pela atitude do proprietário do automóvel que era seu conhecido, e por não ser   informado, antes, dessa cobrança

Antônio Novais Torres

Antônio Novais Torres é comerciante aposentado, membro fundador da Academia de Letras e Artes de Brumado, membro do Conselho da Cidadania de Brumado, ex-membro do PMDB e PTB e membro do Conselho Editorial do Jornal do Sudoeste.
Categorias

Deixe seu comentário