Aniversário de 120 anos do educador baiano Anísio Teixeira é comemorado virtualmente

Por Secom/ Governo da Bahia

 

Como parte de uma programação especial de atividades desenvolvidas pelo Governo da Bahia, a Secretaria da Educação do Estado, o Instituto Anísio Teixeira (IAT), que faz parte da estrutura organizacional da SEC, e o Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia (CEE-BA) celebraram, com uma cerimônia virtual, neste domingo (12), os 120 anos de nascimento do educador baiano Anísio Teixeira. A atividade, que contou com apresentações artísticas, exibição de vídeos e depoimentos, buscou fortalecer e difundir o pensamento e a obra de Anísio Teixeira, além de promover uma reflexão sobre a sua contribuição para a educação.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, ressaltou a importância do educador para a educação pública. “Celebramos a vida e a obra do pensador que ajudou a criar e a fortalecer a educação pública. E nada mais importante é homenageá-lo, resgatando as suas contribuições, principalmente neste momento difícil de pandemia. O trabalho de Anísio Teixeira serve de inspiração para que trabalhemos, cada vez mais, com zelo pela educação das crianças como ideal de democracia. Entre todas as atividades que planejamos para este ano, já enviamos para a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) o projeto de lei para tornar Anísio Teixeira o patrono da Educação baiana, como forma de reconhecer a importante produção deste educador”, afirmou. Assista a cerimônia virtual no YouTube da Educação Bahia.

Mediador do encontro, o  presidente do Conselho Estadual da Educação (CEE-BA), Paulo Gabriel Nacif, destacou a atuação de Anísio Teixeira. “Em 120 anos, não tivemos uma abrangência e profundidade como o trabalho desenvolvido por Anísio Teixeira. Ele foi um homem completo e que, sempre cercado de estudiosos e intelectuais, pensava em uma política pública que abarcava a família e os estudantes. Além da Educação Integral, também foi responsável pelas primeiras discussões do que seria o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), a importância da formação de professores e criou o CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), entre outros”, disse.

Inspiração
O professor e titular da Cátedra do IEA/USP, Naomar Almeida Filho, falou da influência do educador baiano no desenvolvimento da educação. “Ele se tornou a principal inspiração dos projetos que estive envolvido na universidade. Pensou a educação como um sistema integrado,  entre a Edução Básica e o Ensino Superior. Fundou a UnB (Universidade de Brasília), rodeado de grandes intelectuais, como Oscar Niemeyer, Gilberto Freire e Heitor Vila-Lobos. Foi responsável pela criação de instituições inovadoras, que acabaram por antecipar questões e debates sobre a melhoria da educação baiana e brasileira”, ressaltou.

Defensor da democracia
O reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e presidente do Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia, Luiz Otávio de Magalhães, falou do comprometimento de Anísio Teixeira com a democracia e a cidadania. “Anísio foi um pensador que tinha o objetivo de oferecer oportunidade, dignidade e cidadania às crianças do Brasil, não como um revolucionário, mas como um professor capaz de refletir, dialogar e transmitir para todo o Brasil as necessidades e carências de cidadania, de educação, de conhecimento e de liberdade, que têm que estar presentes na preocupação de todos os gestores da educação”.

Emoção da família
A filha de Anísio Teixeira, Anna Christina Teixeira,  a Babi, falou que o pai era um homem simples e modesto. Ela tambem descreveu a emoção pela homenagem. “Que linda homenagem que o Governo da Bahia, através da Secretaria da Educação e do IAT, o CEE, a Escola Parque e a Comissão do Ano Anísio Teixeira, prepararam, com a participação de tantos admiradores,  seguidores e defensores da obra de meu pai, Anísio Teixeira.

Estou muito emocionada e agradecida a todos pelas falas, pelos depoimentos e pelas várias formas de participação”, comentou.

A live também contou com as participações da diretora-geral do IAT, Cybele Amado; da professora Nadja Maciel, do (CEE-BA); de Denise Calasans e Sandra Santos, autoras do livro “Menino Movimento”; do diretor da Colégio Estadual Carneiro Ribeiro – Escola Parque, Gedean do Nascimento; da coordenadora  da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME-BA), Gilvânia Nascimento; de Aiace Pedreira Felix, que cantou o Hino Nacional Brasileiro; e de Ana Barros, que cantou o Hino ao 2 de Julho;  além de ex-estudantes da Escola Parque, que deram depoimentos e fizeram uma apresentação musical.

Comemoração
Nesta segunda-feira (13), o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE) realiza, às 14h, uma sessão especial em comemoração aos 120 anos de Anísio Teixeira. Já às 15h, a Escola Parque promove a live “120 Anos de Anísio Teixeira.” Ainda este mês, será lançada a nova versão da Plataforma Anísio Teixeira, com data a definir.

Ao longo do ano, também estão programados atividades e eventos, como: Prêmio Anísio Teixeira de Gestão Escolar; Aula Magna na Escola Parque Carneiro Ribeiro, em Salvador, e na Escola Parque 308 Sul de Brasília; denominação do prédio da SEC como “Casa Anísio Teixeira” e exposição comemorativa na SEC e nos NTEs; lançamento da Biblioteca Anísio Teixeira, com a publicação de obras do educador; e a realização de seminários virtuais com instituições públicas de Ensino Superior.

 

Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação do Estado.

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,