Audiência Pública promovida pela Câmara celebra 18 anos da Cotefave

Por Ascom/CMVC

Aconteceu na noite desta terça, 25, através do Sistema de Deliberação Remota (SDR), uma audiência pública em homenagem aos 18 anos da Comunidade Terapêutica Fazenda Vida e Esperança (Cotefave). A entidade é  resultado de um sonho realizado após a Campanha da Fraternidade do ano de 2001, que teve como tema: “Vidas Sim, Drogas Não”. Criada em 19 de agosto de 2002, como sociedade civil sem fins lucrativos,  a Cotefave vem, desde então,  buscando a partilha solidária das necessidades, das tarefas e das soluções dos problemas, sem discriminar cor, raça, sexo ou ideologia política. Mantém caráter ecumênico, despertando o sentido religioso para a vivência da espiritualidade que motiva o encontro com Deus.

O vereador Valdemir Dias (PT) abriu a audiência com um breve histórico da Cotefave e ressaltando a importância dela para a população. Disse que acompanha o projeto desde o início e se sente feliz por celebrar esses 18 anos de trabalhos prestados à sociedade.

Reflexão – O Pe. Edilberto Amorim, idealizador da Cotefave, salientou que a audiência é um momento de reflexão e formação do senso crítico e disse que após a pandemia espera poder comemorar melhor mais um ano da instituição. Aproveitou para contar um pouco das lutas para colocar em funcionamento esse sonho, e agradeceu todo o incentivo e apoio recebidos nesses 18 anos. “A Cotefave não é só minha, é de todos que passam por aqui, que ajudam e que acreditam nesse projeto”, finalizou.

Tratamento revolucionário – Joadsom Menezes  agradeceu por participar de um projeto como o da Cotefave: “Vitória da Conquista possui um polo educacional grandioso, e nós não precisamos mais mandar nossos filhos estudar fora. Na questão da dependência química não é diferente”. Ele afirmou que existe na cidade, “uma forma revolucionária de tratar dependentes químicos, a Cotefave, que chama essa responsabilidade para ela, capacitando seus profissionais e ampliando suas instalações para oferecer um melhor caminho a essas pessoas”, explicou, informando que mais de 2 mil pessoas já passaram pelo local.

Transformação – Um dos acolhidos da Cotefave, Antônio Edson, conhecido como Piolho, explicou que está em seu nono mês na Cotefave, finalizando o tratamento como acolhido da Comunidade. “Sou a prova viva de que basta ter vontade que você consegue”, disse ele. “Nós, como acolhidos, ao querermos nos tratar, a gente acaba mudando todo o comportamento. A gente passa a fazer com que os amigos e a sociedade que a gente vive se orgulhe”, disse ele, ressaltando a sua felicidade por estar finalizando uma parte do tratamento já com seu comportamento transformado.

Destaque – O cofundador da instituição, Sebastião Coutinho, afirmou que a Cotefave é a obra da Igreja Católica que merece mais destaque em Vitória da Conquista, por ser a que mais cresceu, acolheu e devolveu resultados positivos à sociedade. Sebastião se disse orgulhoso de estar com o Pe. Edilberto desde o início e ressaltou que a Cotefave tem a preocupação de inserir o tratamento da família dentro do programa. Por fim, parabenizou a Casa do Povo por reconhecer esse trabalho.

Valores – Geoman Borges agradeceu a Câmara pela homenagem e contou que entrou na instituição com a intenção de deixar o mundo das drogas e “lá encontrei um programa que vai muito além disso”. Segundo ele, na Comunidade os internos recuperam seus valores de cidadãos e valores espirituais. “Tenho gratidão pela instituição que foi fundamental em minha vida e de tantos outros que estão no combate às drogas”, contou.

Reconstrução – Para Marcelo, outro acolhido da Cotefave, o tratamento significa uma reconstrução de vida. “Gosto muito daqui, não só pela estrutura física, mas também pelo tratamento, pela reconstrução do amor, de ser melhor a cada dia”, disse ele. “Eu me sinto muito feliz com o que eu aprendo aqui. Aprendo a me reorganizar com relação à disciplina ética e moral, coisas que eu perdi devido ao descontrole emocional”, apontou Marcelo, ressaltando que a transformação de vida se dá nos pequenos detalhes do dia a dia. Ele relatou também que encontra na clínica apoio para buscar crescimento a partir da superação dos erros.

Fortalecimento – A vereadora Viviane Sampaio (PT), coautora da audiência pública, iniciou sua fala afirmando que é um privilégio participar desta audiência realizada desde seu primeiro ano de mandato, em 2017, quando foram comemorados os 15 anos da entidade. Viviane disse que ao ouvir os testemunhos dos que foram acolhidos, percebe que há realmente um trabalho de fortalecimento dos laços familiares e da dignidade das pessoas. A parlamentar também ressaltou que há um aumento abusivo de álcool e outras drogas durante a pandemia por causa do contexto de crise que estamos vivenciando no mundo e desejou que o legado do Pe. Edilberto possa se multiplicar.

Respeito aos que precisam – O vereador Coriolano Moraes (PT) iniciou sua fala lembrando da frase dita por Sebastião: “A nossa Cotefave”, e disse que ela realmente faz parte da vida de todos. “A Cotefave sai de seus limites geográficos e alcança limites sociais sem fronteiras, em busca de não somente combater a dependência química, mas também com o propósito de resgatar a vida, devolver a possibilidade dessas pessoas voltarem a sorrir, voltarem ao convívio social”. Relatou alguns momentos importantes que vivenciou junto a Cotefave.  “Nós como vereadores, políticos e educadores, temos a missão de apoiar e incentivar instituições como essa”. Finalizou lembrando que o que mais o chamou atenção no projeto da Cotefave foi o de ouvir a opinião de quem precisa do tratamento: “As pessoas só permanecem ali se quiserem, elas não permanecem ali obrigadas, e isso é uma forma de valorizar as pessoas que estão vulneráveis, precisando de tratamento”.

Trabalho grandioso – O vereador Fernando Jacaré (PT) destacou a grandeza do trabalho realizado pela Cotefave. “Vocês são heróis fazendo um trabalho espetacular, grandioso”, disse o edil. Jacaré apontou ainda que o trabalho da comunidade já se tornou referência. “A Cotefave é referência para a região, é um desafio muito grande, não é pra qualquer um”, disse o parlamentar.

Fernando disse ainda que cada aniversário da Cotefave demonstra a necessidade de apoio dos poderes instituídos ao trabalho. “Esse aniversário nos coloca na responsabilidade de estar mais próximo, estar à disposição”, finalizou Jacaré.

Gratidão – Um dos acolhidos na Cotefave, Clóvis, afirmou estar gratificado por poder reestabelecer contato com seus familiares e disse que o Pe. Edilberto traz grandes ensinamentos de vida para todos. Clóvis se disse muito grato por ter uma vida e ressaltou que na instituição há a oportunidade dos internos serem pessoas diferentes através do amor, da compaixão, da disciplina e da dignidade.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias , ,