Brasil vence de virada e conquista o tricampeonato mundial de goalball

Invicta, seleção superou a China por 6 a 5 na disputa final por título

Por: Lincoln Chaves – Repórter da EBC

A seleção masculina de goalball conquistou nesta sexta-feira (16), em Matosinhos (Portugal), o inédito tricampeonato mundial da modalidade, praticada por atletas com deficiência visual. A vitória por 6 a 5 sobre a China, de virada, isolou o Brasil como maior vencedor da competição, deixando Lituânia e Alemanha (ambos com dois títulos) para trás.

O feito estendeu a hegemonia brasileira no goalball, já que o país é, também, o atual campeão paralímpico da modalidade. A medalha de ouro nos Jogos de Tóquio (Japão), no ano passado, veio com um triunfo justamente sobre os chineses, por 7 a 2.

Presentes nas conquistas de 2014 e 2018, em Espoo (Finlândia) e Malmö (Suécia), respectivamente, Leomon Moreno e Romário Marques chegaram ao terceiro título mundial pelo Brasil. O elenco verde e amarelo em Matosinhos ainda contou com dois remanescentes da campanha do bi: Josemarcio Sousa (Parazinho) e André Dantas.

Já Paulo Saturnino (Paulinho) e Emerson Ernesto tiveram o gostinho de serem campeões mundiais pela primeira vez. Coube ao segundo deles – que fez parte da seleção campeã paralímpica em 2021, ao lado de Leomon, Romário e Parazinho – fazer o gol do título desta sexta, nos instantes finais da partida.

Parazinho comemora tri mundial com técnico Jônatas Castro - em 16/12/2022
Parazinho comemora tri mundial com técnico Jônatas Castro, no comando da seleção masculina deste março deste ano, após a saída de Alessandro Tosim – Renan Cacioli/CBDV/Direitos Reservados

Outro a celebrar o título de forma inédita foi o técnico Jônatas Castro, que assumiu a equipe masculina em março, após a saída de Alessandro Tosim. Ele integrou a comissão da seleção feminina nos Mundiais de 2014 e 2018, como auxiliar do então treinador Dailton Nascimento. Na edição de quatro anos atrás, o time das mulheres levou o bronze.

A campanha brasileira em Portugal foi perfeita, com dez vitórias em dez jogos, 112 gols marcados e 50 sofridos. O Brasil balançou as redes pelo menos dez vezes em seis partidas, com destaque ao triunfo sobre os anfitriões, por 17 a 10, na última rodada da primeira fase. De quebra, a seleção assegurou vaga na Paralimpíada de Paris (França), em 2024, onde lutará pelo bi paralímpico.

A final desta sexta foi bem mais apertada que a da última Paralimpíada. Os brasileiros saíram atrás, buscaram o empate duas vezes, viram os chineses abrirem dois gols, mas diminuíram o prejuízo para 4 a 3 antes do intervalo. Na etapa final, a equipe verde e amarela igualou rapidamente o placar, sofreu o quinto gol, mas deixou tudo igual novamente. A um minuto e meio do fim (no goalball, cada tempo tem 12 minutos), o Brasil teve uma penalidade a favor, convertida por Emerson, assegurando a vitória por 6 a 5. Leomon (quatro gols) e Parazinho (um) também balançaram as redes para os agora tricampeões mundiais – Yu Deyi e Yang Mingyuan fizeram os tentos da China.

Entre os homens, a medalha de bronze do Mundial ficou com a Ucrânia, que derrotou a Lituânia por 6 a 2. No feminino, o terceiro lugar foi assegurado por Israel, ao vencer o Canadá por 4 a 2. A decisão do torneio das mulheres, entre Coreia do Sul e Turquia, que começa às 14h (horário de Brasília) desta sexta. As brasileiras foram eliminadas ainda na primeira fase.

 Foto de Capa: Renan Cacioli/ CBVD/ Direitos Reservados

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,