Codevasf promove acesso à água potável para cinco comunidades rurais do Médio São Francisco baiano

Por Ascom Codevasf
A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) segue promovendo a melhoria na qualidade de vida e o desenvolvimento regional no Médio São Francisco baiano com a implantação de mais um sistema de abastecimento de água. A partir de investimentos de cerca de R$ 5,4 milhões do Governo Federal, por meio da Codevasf, mais de duas mil pessoas em cinco comunidades rurais do município de Paratinga (BA) receberão água tratada pela primeira vez.
“Essa água do rio São Francisco começou a chegar há uma semana. É uma água tratada e muito bem-vinda para nossa comunidade. A água aqui era de poço, salgada. Muita gente não podia nem beber, porque até fazia mal. Às vezes, a gente saía daqui para ir buscar água no rio, pois muitos não tinham nem o que beber”, contou Gildásio Santos, morador de uma das comunidades beneficiadas.
Para o superintendente regional da Codevasf Harley Nascimento, os investimentos realizados pela Companhia estão transformando a vida das famílias que, mesmo morando próximo ao rio, ainda não tinha acesso à água tratada. “É uma obra grandiosa que já está em sua fase final de execução com a realização de testes. Quando estiver em operação, o sistema de abastecimento de água deve beneficiar mais de duas mil pessoas, que nunca tiveram acesso à água potável, mesmo morando nos barrancos do rio São Francisco. É muito importante para o desenvolvimento das comunidades rurais que a Codevasf traga esse benefício para toda essa região do município de Paratinga”, afirmou.
Estão sendo beneficiadas com acesso à água potável as comunidades rurais de Canafístula, Volta das Pedras, Pedra do Asfalto, Extrema e Nova União. A ação contou com duas etapas distintas. Na primeira, foram investidos mais de R$ 1,8 milhão. Já na segunda etapa, foram aplicados mais de R$ 3,6 milhões, totalizando investimentos de cerca de R$ 5,4 milhões realizados pelo Governo Federal, por meio da Codevasf.
O superintendente regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa destacou os benefícios do acesso à água potável para a saúde coletiva, especialmente para saúde infantil. “O acesso à água de qualidade para consumo das famílias contribui muito para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Segundo dados oficiais, essa região possui uma taxa de mortalidade infantil próxima a 21,5 por mil nascimentos. Apostamos que esses investimentos devem contribuir para a redução desse quadro”, complementou Harley Nascimento.
Cristiano Ronaldo Santos, 10 anos, é um dos beneficiados diretamente pela ação e já comemora a melhora. “Essa água é muito importante, porque ela é de melhor qualidade que a do poço, que tem muito sal, muito lodo. O nosso corpo é formado por 70% de água. Na escola, a gente aprende que água é saúde e vida e agora nós estamos tomando água de qualidade”, disse.
Alan Fabiano Silva, técnico da 2ª Superintendência Regional da Codevasf e fiscal da obra, explicou o funcionamento do sistema de abastecimento de água. “O sistema possui um flutuante que capta a água bruta diretamente do rio São Francisco. O ponto de captação fica a aproximadamente 300 metros da Estação de Tratamento de Água (ETA). Posteriormente, a água é levada para o reservatório de 20 metros cúbicos de Extrema, que fica situada exatamente na ETA. Essa água atende à comunidade de Extrema e depois segue alimentando mais três reservatórios, um de Canafístula, outro de Volta das Pedras e Pedra do Asfalto, além do que atende a comunidade de Nova União”, revelou.
O acesso à água tratada foi comemorado pelos moradores das comunidades atendidas, como Marilene Santos. “É um sonho antigo e, graças a Deus, está sendo realizado. Tínhamos dificuldades antes até para lavar roupa. O sabão espumava demais. Para tomar banho, a pele, às vezes, ficava áspera. Nós necessitávamos dessa água para poder beber uma água saudável. Está sendo uma maravilha para nós”, afirmou uma das beneficiadas.
Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,