Codevasf realiza peixamento com 60 mil alevinos no rio São Francisco, em Bom Jesus da Lapa

O peixamento teve o objetivo de repovoar o rio com as espécies pacamã e curimatã e é uma ação de revitalização da bacia hidrográfica do rio São Francisco

Por Agência Brasil 61

Em comemoração às celebrações da tradicional festa de Bom Jesus dos Navegantes, que acontece durante o mês de janeiro, na Bahia, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) introduziu 60 mil alevinos de espécies nativas em trechos do rio São Francisco na comunidade da Barrinha, em Bom Jesus da Lapa. O peixamento teve o objetivo de repovoar o rio com as espécies pacamã e curimatã e é uma ação de revitalização da bacia hidrográfica do rio São Francisco.

Segundo o superintendente regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Harley Xavier, a Codevasf tem trabalhado continuamente para a recuperação e a revitalização do rio São Francisco, buscando repovoar o rio com espécies nativas da região.

“Pelo terceiro ano consecutivo a Codevasf e o governo federal se fazem presente com esse peixamento, onde estamos fazendo um peixamento de 60 mil alevinos sendo 50 mil curimatãs e 10 mil Pacamãs, espécies nativas do rio São Francisco, com o intuito específico desse momento de conscientização de toda população ribeirinha, muito importante essa ação onde estiveram presentes nesse evento a igreja católica as colônias de pescadores de Sítio do Mato, Bom Jesus da Lapa e de Serra do Ramalho, vários atores importantes que trabalham diuturnamente na conscientização para a revitalização do Velho Chico.”

A celebração contou com representantes da Codevasf, Igreja Católica e da população local. Os alevinos foram produzidos pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura da Codevasf em Xique-Xique, vinculado à 2ª Superintendência Regional da Companhia. O centro atua com projetos de pesquisa e produção na área de aquicultura e recursos pesqueiros, com o objetivo de revitalizar a ictiofauna da bacia do rio São Francisco e de apoiar piscicultores e pescadores.

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,