77 3441-7081 — [email protected]

Coletivo Alta Frequência Rap apresenta pocket show para imprensa e convidados em Vitória da Conquista

Por Gabriela Couto

 

A jovem Sara Barros utilizou o espaço para declamar um poema de sua autoria. Foto: Gabriela Couto.

Na noite da última sexta-feira, 27 de setembro, o Coletivo Alta Frequência Rap fez um pocket show na Casa de Cúrio, em Vitória da Conquista, para apresentar o 1º álbum da dupla Ryã e Akil, formada pelos adolescentes Ryan Lincon e Alan Barros, intitulado Sinestesia.

O DJ Mutano, natural do município de Belo Campo, fez um som no local para os presentes e foi também o DJ que acompanhou a dupla durante o show. Antes da apresentação dos jovens rappers, a jovem Sara Barros declamou um poema autoral.

Com 17 e 18 anos respectivamente, Alan Barros e Ryan Lincon trouxeram para o palco um material completamente autoral, composições feitas pelos dois, que são do município de Cordeiros e se conheceram na escola, onde, após um trabalho sobre Rap, decidiram tornar a brincadeira, coisa séria. O resultado dessa parceria pode ser visto no palco, com canções maduras, que tratam, como o próprio nome do álbum diz, “Sinestesia”, de todos os assuntos, desde o amor e decepções amorosas, até críticas sociais e políticas, revelando a voz da periferia e, principalmente, passando por todos os estilos de Rap e todas as misturas que o ritmo, que se tornou o mais escutado do mundo, proporciona.

Após o show, o JS conversou um pouco com a dupla, que falou sobre o seu processo de criação. “A gente passa um pouco da visão, do que a gente sente, do que a gente vê e consegue transmitir isso pro papel e transformar em letra e cantar. A composição já se tornou uma coisa natural pra gente. Por exemplo, a gente está aqui agora e a gente pensa em alguma coisa e começa a escrever e vai embora. Se deixar a gente nos momentos de inspiração, a gente consegue produzir bastante coisa”, disse o compositor Alan Barros.

Alan e Ryan, ou Akil e Ryã, seus nomes artísticos, são completamente entrosados cantando juntos, mostrando que eles chegam para conquistar um espaço ainda pouco explorado na cidade de Vitória da Conquista. E eles contam com um apoio de peso. O pai de Alan, Nivaldo, é grande incentivador e também empresário dos jovens artistas. E eles sabem e reconhec

Ryan Lincon e Alan Barros fizeram um pocket show com composições autorais. Foto: Gabriela Couto.

em a importância desse apoio: “Ele toma a frente, acreditando no nosso sonho que se tornou o sonho dele também. E ele está fazendo o melhor para poder mobilizar e para que se torne realidade. É igual a letra da nossa música, a primeira frase  é ‘tudo parece impossível até ser feito e é só ter a cara e coragem’ e isso nós temos para caramba”.

Para o futuro, além do lançamento do álbum no Youtube e em todas as plataformas digitais neste mês de outubro, no dia 2 de novembro a dupla fará, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, um evento que, segundo os artistas, envolverá todas as esferas do Rap, não só a música, como também todas as expressões artísticas que compõem esse cenário.

 

Foto de Capa: Gabriela Couto.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,