Confiança dos empresários industriais alcança maior patamar em um ano

Desde agosto do ano passado os industriais não ficavam tão otimistas em relação às próprias empresas e à economia do país, aponta CNI

 

Por: Felipe Moura/Brasil 61

 

O empresário industrial brasileiro não ficava tão otimista desde agosto do ano passado. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ICEI, o índice que mede a confiança dos industriais, cresceu dois pontos em agosto na comparação com o mês anterior, chegando aos 59,8 pontos.

“O Índice de Confiança do Empresário Industrial do mês de agosto apresentou um aumento de dois pontos na comparação com julho e isso reflete uma melhora da avaliação dos empresários tanto das condições atuais quanto dos próximos meses da economia brasileira”, explica Larissa Nocko, especialista em Políticas e Indústria da CNI.

Dos dois componentes que formam o ICEI, o índice de condições atuais foi o que mais cresceu em agosto: 3,1 pontos. O indicador chegou à marca dos 54,2 pontos. Quanto mais distante da linha divisória dos 50 pontos, pode-se dizer que mais intensa é a percepção de melhora dos empresários sobre o próprio negócio e sobre a economia, em geral, em relação aos últimos seis meses.

Segundo a CNI, a melhora em agosto é “especialmente notável nas condições atuais da economia brasileira”, porque os empresários passaram de uma expectativa de piora para melhora.

Já o índice de expectativas, que mede o otimismo dos industriais em relação às próprias empresas e ao futuro da economia do país, subiu 1,5 ponto, para 62,6 pontos. O levantamento aponta que o maior avanço nesse índice ocorreu na projeção para a economia brasileira nos próximos seis meses. É o que explica especialista em Políticas e Indústria.

“Os itens que mais atuaram nessa alta do mês de agosto foram os que dizem respeito à economia brasileira e que estão muito ligados tanto à recuperação consistente que a economia vem apresentando nos últimos meses quanto à desoneração de itens que afetam a produção, como é o caso dos combustíveis e da energia”, diz.

O ICEI de agosto foi divulgado nesta quarta-feira (10). A CNI coletou as informações junto a 1.542 empresas, sendo 599 de pequeno porte, 582 de médio porte e 361 de grande porte.

Foto de capa: Freepik

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,