Consequências da rotulagem

Rótulo é toda e qualquer informação referente a um produto que esteja transcrita em sua embalagem. O Rótulo dá vida a uma embalagem e acaba sendo uma forma de comunicação visual, podendo conter a marca do produto e informações acerca deste. Conhecer a marca de alguém tão profundamente, suas qualidades e defeitos, não é algo que acontece de um dia para o outro. Qualificar positiva ou negativamente uma pessoa quer seja por um simples apelido, ou por elogios é uma forma de rotulagem, diferentemente de julgar um livro pela capa, ou pelo seu autor. Quando se trata de pessoas, o julgamento na primeira aparência que surge, pode ter sérias consequências. Às vezes, mesmo sem querer, caímos na avaliação superficial dos que nos rodeiam, pois rotular ou classificar faz parte da vida do ser humano. Por exemplo, tem gente que rotula alguém por ser portador da inveja, por medo, por saber que este outro alguém é mais inteligente e possa representar uma ameaça. Muita gente pode ser rotuladamente desrespeitada por sua capacidade de pensar. Quando alguém reina sozinho em seu recanto de hipocrisia, também tem medo que outro hipócrita possa ser melhor, isso significa que, até nos defeitos existe concorrência e rotulagem. Na rotulagem, o cérebro processa as primeiras impressões e começa produzir sensações de simpatia, antipatia, o que chamamos de primeira imagem. Se essa imagem não ficar cristalizada, a continuidade do convívio pode rapidamente modificar as impressões iniciais, introduzir novas informações no processo de avaliação. A rotulação é um vício mental, quando interfere na percepção natural das pessoas. Dizem que a primeira impressão é a que fica, mas que não seja para uma pré- condenação. Todavia, a pessoa presa nos esquemas mentais da rotulação é facilmente vítima de ilusão, podendo mesmo ser facilmente ludibriada pela aparência nesses primeiros contatos. Rotular uma pessoa é excluí-la de um determinado ambiente, por não ter as características ou meios de um tipo de ambiente ou grupo social. Julgar uma pessoa por tais características comuns, como cor de pele, classe social, deficiências físicas, ou tipo de roupa que está usando é o que chamamos de rotulagem de pior marca. Rotular pessoas, com simples toque de aparência é aptidão preguiçosa da percepção, acompanhada da incapacidade de usar os pensamentos.

Júlio César Cardoso

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor federal aposentado. Balneário Camboriú-Santa Catarina.
Categorias