“Contando a nossa história”: Desfile cívico de Itambé encantou uma multidão. Um espetáculo de tradição e beleza

Por Nicolaia Achy

 

Mais uma vez, Itambé deu um exemplo de beleza, criatividade e patriotismo, e realizou um Desfile Cívico histórico em comemoração à Independência do Brasil.

Pelas principais ruas da cidade, os pelotões das escolas municipais e estaduais altamente elaborados, acompanhados pelas exuberantes fanfarras, deram um espetáculo de organização.

Com o tema “Itambé, contando a nossa História”, o Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação e Cultura (Smec), apresentou ao grande público, que acompanhou cada detalhe da programação, fatos que marcaram a trajetória social, política e cultural do Brasil.

Um desfile memorável

As atividades do 7 de Setembro foram iniciadas com o hasteamento das Bandeiras no Paço Municipal, contando com a presença de autoridades dos Poderes Executivo e Legislativo, secretários municipais, Loja Maçônica, Guarda Civil Municipal, Guarda Mirim, representantes da Smec, equipe e alunos da Escola Frei Caneca.

O Desfile foi aberto pelas autoridades, entre as quais, o prefeito Eduardo Gama, junto à primeira-dama Norma Gama; e os vereadores Ceçula Abreu, Aju Moreira, Kitão Alves e Chau Pereira.

Em seguida, a Guarda Mirim, exibindo seu novo fardamento; a Loja Maçônica; a Ordem DeMolay e o Rotaracty Clube passaram pela avenida, seguida dos pelotões da Escola Municipal Frei Caneca e da equipe da Secretaria Municipal de Educação, juntamente com a secretária Alecciene Gusmão.

A passagem dos primeiros pelotões foi abrilhantada com a participação da Fanfarra da Assistência Social que, também acompanhada por toda equipe desta Secretaria, deu um show de sincronismo, disciplina e muita emoção.

Com muita beleza, a Escola Emília Rezende entrou na avenida apresentando “Os filhos de Tupã, donos da Pindorama”. Em seguida, foi a vez das Escolas do Campo e CMEI Magda Maria relatando o tema: “Ilha de Vera Cruz, Terra de Santa Cruz, Brasil – Primeira Missa”.

Logo depois, as Escolas Osvaldino Gusmão, Sara Cesário e CMEI Maria Fernandes acrescentaram com muita expressividade mais um tema da História do Brasil: “O Tratado de Tordesilhas, Povoamento da Colônia, Ciclo do Pau-Brasil e as Capitanias Hereditárias”.

A programação seguiu com a apresentação dos alunos da Escola Antônio Carlos Magalhães (ACM) e sua fanfarra, juntamente com os garotos do Bate Lata, através do Projeto Educart, desenvolvido em parceria com a Cerâmica Confiança. A apresentação animou e encantou a plateia que também ficou deslumbrada com a passagem do Projeto “Tatame para crescer na escola e na vida”.

Mostrando disciplina e organização, a Escola Batista Sinai, acompanhada de sua fanfarra, contou a História das Invasões Francesas em 1555 e a Holandesa  em 1630.  Já a chegada da família Real ao Brasil e as lutas pela Independência foram retratadas com muita originalidade pela Escola Batista Shalon.

Dando seguimento ao Desfile, a fanfarra da Escola Aparício do Couto Moreira, com exuberância, deu o tom à apresentação dos alunos e professores que apresentaram o tema: “A Carta de Dona Leopoldina e a Independência do Brasil”. Logo depois, as Escolas Edward Carvalho, com sua fanfarra, e a Escola Everlane Gusmão contaram a trajetória de Bartolomeu Bueno da Silva, Domingos Jorge Velho e Fernão Paes Leme.

O desfile avançou com a apresentação do Educandário Cristo Rei, apresentando os Segundo Reinado, Os Imigrantes e a Abolição da Escravatura. Logo depois, a Escola Marechal Castelo Branco, apresentou com muita beleza o tema “República Velha”. Para encerrar o desfile das Escolas Municipais, a Escola Brites Ventura e sua fanfarra também deram um espetáculo na avenida evidenciando a Revolução de 1930 e a Era Vargas.

E, fechando com chave de ouro a programação cívica, o Colégio Estadual Polivalente de Itambé e o Colégio Estadual Gilberto Viana reforçaram o princípio cívico, apresentando através dos seus alunos e equipe de profissionais, um grande e tradicional desfile, levando beleza e muita emoção à avenida.

De acordo com o prefeito Eduardo Gama, a programação teve entre seus objetivos alcançados, o fortalecimento das tradições. “É o resultado de um trabalho feito com muito empenho, pensando em nossas escolas e em nossa comunidade”, avaliou o prefeito, completando: “Quero agradecer a todos, em especial à equipe da Secretaria de Educação, aos alunos pela dedicação, aos pais pelo apoio e aos moradores que abrilhantaram o evento. Sem dúvida, a colaboração de cada um foi fundamental para o sucesso da programação”.

Jornal do Sudoeste

Categorias