Cultura: Cortejo marca dia da consciência negra em Caculé

Por: Ascom 

Exaltar a cultura de um povo é permitir que esse mesmo povo seja protagonista da narrativa apresentada, mas nem sempre é isso que acontece. Em Caculé nunca se comemorou o dia da consciência negra, só que em 2021 a atenção dada pela área de cultura da secretaria de educação foi especial. No último sábado (20) para celebrar a data, um cortejo com terreiros e grupos de capoeira percorreram algumas ruas da cidade, finalizando o desfile na praça da lagoa, tendo como continuidade do evento uma sequência de ações protagonizadas por pessoas negras.

Entender a importância de visibilizar é válido para que opressões não ocorram e que toda população tenha espaço para praticar e exercer aquilo que é seu por direito e é assim que a prefeitura municipal de Caculé tem feito. Um marco na história do povo preto da cidade.

Durante o evento, os participantes gritaram pela liberdade religiosa e falaram sobre a importância da valorização da cultura preta. Além da participação dos terreiros e grupos de capoeira, o grupo musical Omo Eledá, aproveitou a data para retornar com as suas apresentações após 23 anos paralisadas. Sacerdotes, mestres e mestras de capoeira parabenizaram a realização do ato e frisaram a relevância em se discutir e expor assuntos tão necessários como o racismo religioso e a intolerância contra a cultura afro-brasileira.

 

 

 

Foto de Capa: Ascom

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,