Dia da Avicultura é celebrado com mudança de renda para os agricultores familiares

Por Ascom Car/ SDR

 

Da criação de pequenos galinheiros no quintal apenas para consumo próprio, para galinheiros que geram renda e se tornam a principal atividade de agricultores e agricultoras familiares. É assim, com transformação de vida e geração de renda para o rural baiano, que o Governo do Estado celebra, neste sábado (28), o Dia da Avicultura.

A atividade tem papel importante na geração de emprego e renda de milhares de famílias baianas, tanto pelo consumo do ovo quanto das carnes, e está avançando na Bahia devido aos investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio dos projetos Pró-Semiárido e Bahia Produtiva, executados pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e do serviço de assistência técnica da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). No total, estão sendo aplicados mais de R$ 52 milhões.

Com os recursos de mais de R$ 6,7 milhões aplicados em construção de galinheiros rústicos, aquisição de motoforrageiras, compra de aves e implantação de ensaios forrageiros agroecológicos (áreas de experimentação e cultivo de forragem para animais), o Pró-Semiárido tem aumentado a renda de 2.255 famílias agricultoras com a criação de galinhas e a venda dos ovos.

Jaciara Santos, da comunidade de Canoa, no município de Juazeiro, está entre as beneficiadas. Associada da Cooperativa Agropecuária Familiar de Massaroca e Região (Coofama), ela conta que esse apoio representou um grande passo para sua independência, com a venda de ovos pela cooperativa para o Entreposto Ovos da Caatinga, primeiro empreendimento da agricultura familiar certificado pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM) do município e que também é parte dos investimentos do governo do estado em avicultura: “Mora eu e meu pai, que é aposentado e precisa dos meus cuidados. Com o trabalho na minha roça, eu faço meus horários. Hoje, estou com 280 aves com postura e tiro, em média, R$1.700,00 por mês”.

Bahia Produtiva 

Quando o assunto é transformação de vida, o papo também é com as 3.089 famílias beneficiadas com os investimentos de mais de R$ 46 milhões nas ações de avicultura do Bahia Produtiva, que envolvem, além de cuidados com a sanidade das aves (vacinação e medicamentos), a aquisição de máquinas e equipamentos individuais e coletivos, como pulverizador costal, carrinho de mão, trituradores, chocadeiras, bebedouros e comedouros e outros equipamentos para construção dos galinheiros. Algumas dessas famílias são da comunidade de Tombador, no município de Alagoinhas.

Segundo a presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Tombador, Luzia de Jesus Alves, por meio do Bahia Produtiva foram implantados galinheiros e chocadeiras, o que aumentou em 100% a produção e melhorou a qualidade das aves e ovos: “Antes eu criava um pouco de galinhas de quintal, era uma pequena criação para consumo e o que sobrava vendia na feira. Com a construção do galinheiro, começamos a vender mais, aumentou nossa renda e melhoramos também nossa alimentação de forma orgânica”.

Conhecimento valioso 

A mudança de vida dos agricultores e agricultoras familiares passa também pela assistência técnica da Bahiater, que vem qualificando a avicultura por todo o estado, por meio do acompanhamento técnico e dos 23 cursos ministrados para 606 agricultores de 2019 a 2021.

Para Luzinaldo Gonçalves dos Santos, agricultor do município de Serra do Ramalho, as capacitações de manejo de criação de galinha caipira, com orientações sobre vacinação, sanidade das aves e instalações e construção de aviários rústicos, já significaram mudanças no seu galinheiro: “No meu caso, eu perdia muitos pintinhos porque não peneirava as serragens e aí eles comiam as serragens finas e acabavam se intoxicando. Agora, aprendi a peneirar e diminuiu muito a minha perda. Estou muito agradecido.”

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,