Dia da infância: conheça algumas das múltiplas formas de potencializar o aprendizado durante essa fase

Momentos rotineiros, como alimentação, higiene, repouso, brincadeiras, conversas e até mesmo encontros e despedidas, contribuem para o desenvolvimento infantil

Por: Lucas Abreu Antonio

As experiências vividas na infância, período compreendido entre zero e doze anos de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, afetam profundamente o desenvolvimento físico, mental, social e emocional dos indivíduos. Por isso, é a fase em que todos os estímulos recebidos contribuem para o aprendizado.

“Durante a infância estamos a todo momento aprendendo e se desenvolvendo, seja brincando ou realizando qualquer outra atividade. Por isso, é fundamental que o adulto colabore para que a criança aproveite as experiências de conhecimento sobre elas mesmas, sobre o outro e o ambiente ao seu redor”, explica a especialista em educação do Itaú Social, Juliana Yade.

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular), documento normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais a serem desenvolvidas na educação básica, incentiva a utilização de atividades lúdicas, como jogos e brincadeiras, para contribuir com a aprendizagem infantil. A justificativa é de que o momento de diversão amplia a possibilidade do desenvolvimento integral, pois permite a socialização e integração com outros colegas.

Nos primeiros meses de vida, os bebês desenvolvem a compreensão e o aprendizado, especialmente por meio das experiências sensoriais. Ao longo dos anos, essa aprendizagem passa a envolver mais elementos e sentidos.

A especialista aponta como a atenção a algumas rotinas pode contribuir para o desenvolvimento infantil, desde os primeiros meses.

  • Alimentação: durante a refeição, o adulto pode incentivar a criança a montar seu prato. Além de estimular a autonomia, também é importante para mostrar a importância de cada alimento e seus valores nutricionais para o corpo.
  • Higiene: o ato de tomar banho, escovar os dentes ou pentear o cabelo são momentos em que a criança observa com mais atenção a si mesmo, portanto, o importante nesse caso é orientar sobre os cuidados diferentes de cada parte do seu corpo. Além disso, a prática do cuidado pessoal também favorece o bem estar emocional.
  • Repouso: em todas as idades, quem dorme pouco costuma ficar mais irritado. Portanto, é importante seguir alguns hábitos para conseguir descansar, como ficar em ambientes com pouca luminosidade e com roupas confortáveis. Essa dinâmica contribui para evitar problemas com o sono, além de mostrar a importância da rotina para as crianças.
  • Comunicação: momentos reservados para a conversa, sobre qualquer assunto, faz com que a criança desenvolva suas expressões orais e corporais, além de contribuir para elaborar hipóteses e pensamentos mais complexos.
  • Encontros e despedidas: se integrar em um novo ambiente, em particular à escola, pode ser um momento sensível, que gera certa insegurança. Portanto, preparar a criança para essas ocasiões, com um diálogo aberto, é fundamental para ganhar confiança e desenvolver autonomia.

Como o adulto pode se preparar

Reconhecendo que a aprendizagem pode ocorrer em diversos momentos, no mês em que é celebrado o Dia Nacional da Infância, o Polo, ambiente de formação do Itaú Social, lançou o curso “As múltiplas formas de aprender das crianças”. O conteúdo contribui para que profissionais da educação, familiares e demais interessados planejem situações e atividades educativas para possibilitar o desenvolvimento integral da criança.

Neste mês, a plataforma lançou ainda o curso “A organização de ambientes na Educação Infantil”. Ele está disponível gratuitamente e contribui para qualificar a aprendizagem de crianças dentro e fora do ambiente escolar.

Brincar para aprender

Para mães, pais e responsáveis que têm interesse em participar da educação da criança a partir de atividades lúdicas, o Itaú Social disponibiliza, gratuitamente, a cartilha “Brincadeira em Família”. Produzido com o apoio técnico do CENPEC Educação, o material reúne 25 opções de jogos que fazem parte da tradição oral brasileira, possibilitando que adultos e crianças brinquem juntos.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,