Em Pernambuco e na Bahia, 696 famílias de baixa renda recebem a casa própria

Residenciais entregues fazem parte do Programa Casa Verde e Amarela e vão beneficiar cerca de 2,8 mil pessoas

Por: Imprensa MDR

Brasília (DF), 26/10/2021 – O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), entregou, nesta terça-feira (26), 576 moradias a famílias de baixa renda da cidade de Ipojuca, em Pernambuco. Ao todo, cerca de 2,3 mil pessoas foram beneficiadas com o repasse das chaves do Conjunto Habitacional Vila Canoas.

Presente à cerimônia de entrega dos apartamentos, o secretário nacional de Habitação do MDR, Alfredo dos Santos, reforçou a premissa da atual gestão de facilitar o acesso à moradia digna, sobretudo para as pessoas que mais precisam.

“Este é o compromisso do Governo Federal, do presidente Jair Bolsonaro, de concluir todas as obras e retomar aquelas que estão paralisadas. Isso é respeito ao dinheiro público. Isso é levar dignidade às pessoas”, afirmou o secretário.

O Conjunto Habitacional Vila Canoas, que integra o Programa Casa Verde e Amarela, conta com dois módulos, cada um com 288 unidades, distribuídas em 36 blocos de quatro andares, com quatro apartamentos por pavimento.

Rubiana Maria da Silva foi uma das beneficiadas com a casa própria nesta terça-feira. Mãe de oito filhos, ela contou que estava sofrendo para honrar o pagamento do aluguel. “Eu estava passando por muitas dificuldades nesses anos e, graças a Deus, essa bênção chegou para mim e para os outros beneficiários. Era uma luta pagar aluguel todos esses dias, nem sempre eu tinha condições de pagar. Estou muito feliz”, comemorou.

O investimento federal no empreendimento foi de R$ 45,6 milhões, por meio do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS), dos quais R$ 43 milhões foram repassados desde 2019 – o que corresponde a 95% da operação. A prefeitura municipal doou o terreno.

O residencial conta com todas as obras de infraestrutura interna e externa concluídas, como água, esgoto, iluminação pública, energia elétrica, pavimentação e drenagem. Além disso, está bem localizado, com acesso ao transporte público e quatro creches, oito escolas, seis postos de saúde e um posto de segurança a menos de 1 km.

Mais moradia

O MDR também entregou, nessa segunda-feira (25), outras 120 moradias a famílias de baixa renda de Salvador, na Bahia. O secretário Alfredo dos Santos acompanhou o repasse das chaves do Residencial Novo Mané Dendê.

O empreendimento conta com 260 unidades e recebeu R$ 21,3 milhões de investimento federal, por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), sendo que R$ 18,5 milhões foram repassados desde 2019, representando 87% do valor total da operação. Os outros 140 apartamentos já estão prontos e serão entregues em breve. Ao todo, o residencial vai beneficiar cerca de 1 mil pessoas.

Cada apartamento conta com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. Para o lazer dos moradores, há parquinho, quadra de esportes, quiosque, área verde e centro comunitário.

Casa Verde e Amarela

Desde o início da atual gestão, em 2019, o Governo Federal retomou obras, ampliou o programa nacional de Habitação – o Casa Verde e Amarela – e superou, em junho deste ano, a barreira de 1 milhão de unidades entregues à população.

O Programa Casa Verde e Amarela, que completou um ano em 25 de agosto, avançou no combate ao déficit habitacional por atuar em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, também inclui regularização fundiária, melhoria de residências e há outras ações em estudo, como a locação social.

 

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,