Em Salvador, 30 cidadãos encaminham documento às autoridades sobre o direito à educação na pandemia

Iniciativa reúne especialistas e cidadãos comuns para discutir abertura das escolas, saúde mental e outros temas

Por: Elisa Espósito 

A educação foi um tema sensível em meio à pandemia. Crianças e adolescentes foram privados por quase um ano e meio sem acesso às escolas. Além da falta de ensino, estudantes e suas famílias tiveram que enfrentar: protocolos sanitários, a reorganização da rotina e estrutura dos espaços escolares, o uso da tecnologia para as atividades pedagógicas remotas e ou híbridas, perda de familiares, além de problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão.
Para debater estes temas e encontrar possíveis soluções junto àqueles que são mais afetados, os movimentos Delibera Brasil e Avante – Educação e Mobilização Social, sortearam 30 cidadãos de Salvador, que encaminharão um documento final às autoridades. A primeira data foi ontem (4) e a segunda será hoje (5).

A iniciativa foi denominada Minipúblico #DireitoàEducaçãonaPandemia, envolvendo familiares, alunos e funcionários das escolas, professores, gestores e coordenadores pedagógicos de escolas da região da Cidade Baixa de Salvador. Segundo Sílvia Cervelinni, fundadora do Coletivo Delibera Brasil no minipúblico, todos têm direito à voz, pois ” coloca o cidadão no centro do processo de formulação da política, entendendo o contexto e as consequências da decisão”.

METODOLOGIA

A metodologia dos minipúblicos é uma inovação democrática em que um grupo de cidadãs e cidadãos representativo, recrutado e sorteado aleatoriamente se aprofunda, delibera e faz recomendações sobre problemas e decisões de interesse público.

Concorreram ao sorteio 120 inscritos, 30 deles participaram das reuniões, iniciadas no dia 17 de junho, por meio da plataforma Google Meet. No total, ocorreram sete encontros, para que o Minipúblico deliberasse ações relacionadas à garantia do direito à Educação na pandemia. O grupo escutou especialistas, pais, alunos e diversos grupos afetados, levando em conta cenários possíveis para as atividades pedagógicas acontecerem neste contexto pandêmico.

Das discussões, um documento com diversas recomendações será entregue às autoridades, destacando pontos como retorno dos agentes comunitários, a necessidade de implementar uma ouvidoria escolar com psicólogo e a criação de protocolos para apoiar crianças com necessidades educativas especiais. A íntegra do documento assinado pode ser conferida neste link.

Confira abaixo, as datas e locais de entrega do documento às autoridades:

4 de agosto:
13h30 às 16h30: Subsecretaria de Educação de Salvador (com a Subsecretária)

5 de agosto:
10h: Fórum Baiano de Educação Infantil
10h: Comitê Baiano da Campanha Nacional pelo Direito à Educação

SOBRE

Delibera Brasil
Fundado em 2017, o coletivo Delibera Brasil é uma organização sem fins lucrativos e suprapartidária que objetiva contribuir para o fortalecimento e aprofundamento da democracia brasileira, ao promover e viabilizar a deliberação cidadã. Essa nova forma de participação cidadã ajuda governos, lideranças políticas, movimentos, comunidades e coletividades a encaminharem decisões difíceis e complexas, com foco no bem comum por meio de sorteio, minipúblicos e deliberação de soluções para problemas de bairros, regiões, cidades, estados e países.

 

 

 

Foto de Capa: CDC/Unsplash/Divulgação

 

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,