77 3441-7081 — [email protected]

Ensaio sobre a dignidade humana

Nos momentos de fortes mudanças sociais, trabalhistas, previdenciárias e tantas outras é sempre bom reforçar pontos que não podemos perder de vista: a preservação da dignidade humana é o mais importante deles.

Notamos o crescente número de pessoas dormindo nas ruas, revirando lixos em busca de alimentos e sobretudo pedindo ajuda nas esquinas da vida.

Precipitar mudanças de curso será um grande acerto, pois sabemos que um barco ancorado no porto está seguro, mas não é para esta finalidade que os barcos são feitos.

No fundo, não é de suporte pontual que o necessitado se socorre, ainda que não tenha plena consciência, ele ou ela pede apoio emocional, pede esperança por dias melhores.

A desqualificação para o mercado de trabalho tem levado a invisibilidade de muitos homens e mulheres em idade altamente produtivas. Forma-se então um segmento marginal da sociedade, que tem sua dignidade aviltada e não respeitada em seus aspectos mínimos.

Uma das grandes apostas é tornar as pessoas mais resilientes e prepará-las para uma certa invulnerabilidade, que lhes permita resistir as situações adversas.

Por meio da linguagem devemos reforçar, dia a dia, que não podemos retroceder um único milímetro no esforço de fazer valer valores sagrados para todos os povos. Lembrando que a fala e o texto escrito podem trazer o injusto e o inconveniente. Nesse sentido, lutemos pelo justo e pelo conveniente ao maior número de pessoas.

Para compreender os fenômenos sociais em ação, é necessário mudar de perspectiva: não mais apenas criticar, explicar, mas compreender, admitir e com os recursos e as circunstâncias disponíveis trilhar melhores caminhos. Nesse cenário, devemos preservar os benefícios da diversidade e ao mesmo tempo usufruir das vantagens da unidade como humanos dignos, livres, responsáveis e, consequentemente, solidários. Como o barco não foi feito para ficar no porto, também não fomos para sermos tratados de forma indigna. Simples assim!

Ronilson de Souza Luiz

Ronilson de Souza Luiz

Capitão da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Mestre e Doutor em Educação pela PUC/SP, [email protected]
Categorias