77 3441-7081 — [email protected]

Escolas e unidades do Cras de Itambé recebem palestras sobre o Programa Bolsa família

Por: Nicolaia Achy

Com o objetivo de orientar a comunidade escolar e o público atendido nos equipamentos sociais, sobre o Cadastro Único e os programas sociais do Governo Federal, a coordenação do Bolsa Família de Itambé iniciou um ciclo de palestras nas escolas e unidades de atendimento do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

De acordo com a diretora do Programa Bolsa Família (PBF), Alile Brito, a intenção dos encontros é, sobretudo, falar sobre a importância da atualização cadastral, o cumprimento das condicionalidades e a inscrição dos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) no CadÚnico, que se tornou obrigatória e deve ser efetuada até o final deste ano.

A diretora informa que um dos pontos abordados aos pais e alunos é a necessidade de efetuar a matricula dos filhos, atualizar constantemente as informações e cumprir as obrigações que o programa determina. “O benefício exige uma frequência escolar mínima de 85% da carga horária mensal para estudantes de seis a 15 anos, e de 75% para estudantes de 16 e 17 anos. O objetivo é fazer com que as crianças e jovens frequentem a escola e tenham acesso regular às aulas”, explicou.

Entre as instituições que já receberam a palestra estão as Escolas Municipais Everlane Gusmão, Brites Ventura, Edward Carvalho e Instituto Mozart Andrade; além do Cras Hildete Brito e do Cras BN, onde as orientações foram voltadas aos idosos e abordaram questões relacionadas ao BPC.

“É muito importante esse trabalho de divulgação. Assim, vamos fazer com que a informações cheguem mais rápido ao público atendido. Na verdade, é um alerta que fazemos, pois se as famílias não cumprirem as condicionalidades, não atualizarem seu cadastro ou se os beneficiários do BPC não fizerem suas inscrição e atualização, poderão ter seu beneficio suspenso”, informou a diretora.

Jornal do Sudoeste

Categorias