Escolas têm até 17 de março para se inscrever na Obmep

Provas da primeira fase serão realizadas em 7 de junho

Por: Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil 

Já estão abertas as inscrições para a 17ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Escolas públicas municipais, estaduais, federais e escolas privadas de todo o país podem se inscrever na olimpíada até o dia 17 de março, por meio do preenchimento da ficha de inscrição disponível no site da Obmep. No regulamento, os representantes das escolas vão encontrar todas as informações sobre condições, prazos, datas e regras previstos para participação na disputa.

A maior competição científica do país é realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e se destina a estudantes dos ensinos fundamental (6º ao 9º ano) e médio. Na última edição, realizada no ano passado, 17,7 milhões de estudantes de todo o Brasil participaram da Obmep.

Fases

A olimpíada ocorre em duas fases, sendo a primeira composta por uma prova objetiva de 20 questões e, a segunda, por uma prova discursiva de seis questões. A 1ª fase da Obmep será realizada em 7 de junho e os classificados para a próxima etapa realizarão a prova da 2ª fase em 8 de outubro. As provas são preparadas de acordo com o grau de escolaridade do aluno: nível 1 (6º e 7º anos), nível 2 (8º e 9º anos) e nível 3 (ensino médio).

A divulgação dos aprovados para a segunda etapa ocorrerá em 2 de agosto. A relação de premiados será conhecida no dia 20 de dezembro. Alunos premiados com medalha de ouro, prata ou bronze são convidados a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.) como incentivo e promoção do desenvolvimento acadêmico.

Obmep

Criada pelo Impa em 2005, a Obmep contribui para estimular o estudo da matemática no Brasil, além de identificar jovens talentosos e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento. Além disso, a olimpíada contribui também para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade. A iniciativa conta com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A competição é promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC).

 

 

 

Foto de Capa: Reuters

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,