ESPORTS: Setor que está cada vez mais em destaque

 

Não é de hoje que jogos eletrônicos vem acumulando um número cada vez mais expressivo de jogadores. Tamanha adoração acarretou que diversos jogos,  aclamados pelo seu fiel público, aliado com outros fatores, fossem impulsionados a serem levados para um nível além de competição. Os campeonatos de jogos eletrônicos no Brasil já caiu no gosto popular, mesmo que em um curto período, a velocidade que o mesmo se espalhou pelo país impressiona pelo número de espectadores, patrocinadores e por último mas não menos importante, academias de treinamento, para pessoas que vêem no esports como uma carreira profissional.

O Brasil é palco de grandes talentos, tanto quanto é um grande consumidor de esports, quebrando recordes de espectadores com torneios nacionais se comparado com o público de outros eventos mundiais. Assim como jogadores que treinam numa rotina intensa para ser um pro player, há também quem aposte em competições de jogos eletrônicos de forma despretensiosa, indo a apostadores oficiais, que apostam em um nível, digamos, mais profissional. A visibilidade que tais competições podem atingir, como por exemplo o CBLoL (Campeonato Brasileiro de League of Legends), atingiu recorde de audiência na final da liga, com o marco de 396 mil espectadores simultâneos, segundo dados da Stream Hatchet, que puderam assistir às partidas em pelos canais oficiais de League of Legends e pelas plataformas como YouTube e Twitch.

Todo o destaque que o esports obteve nos últimos anos, especialmente em tempos de quarentena vivenciada por causa do coronavírus, atentou os olhares também de grandes marcas, e com ela se fez presente a corrida por patrocínio em times de elite, assim como a compra e venda de jogadores por empresas de esports. No Brasil, existem já diversas equipes profissionais de alto rendimento que são destaques não só em território nacional, mas também internacional. A equipe brasileira Loud, que recentemente conquistou o feito de ser a equipe de esports com o maior número de seguidores no Instagram (11,2 milhões de seguidores), deixando a equipe norte americana, FaZe Clan, com o segunda colocação.

As pesquisas apontam, assim como muitos estudos fundamentados foram realizados sobre esports, justamente para que esta modalidade pudesse seguir se expandindo cada vez mais para que a modalidade eletrônica pudesse atingir reconhecimento e também atrair investimento de outros âmbitos. Uma conquista para a comunidade gamer em geral, recentemente alcançada, foi o primeiro evento olímpico virtual de jogos desportivos da história, o Olympic Virtual Séries. O evento foi uma iniciativa do COI (Comitê Olímpico Internacional) aliada à outras cinco outras federações e desenvolvedoras de jogos, para promover o evento que abrangeu por enquanto cinco modalidades desportivas, sendo elas: beisebol, ciclismo, remo, vela e automobilismo. O evento que encerra agora no final de julho, foi sediado em Tóquio, reuniu grandes nomes dos esportes da realidade, podcast com convidados consagrados, além de treinamentos para os jogadores participantes de todas as partes do mundo.

O que deixa o terreno, mesmo que recente e, sendo o cenário ideal para se investir na área. Vale ressaltar que este setor do entretenimento soube desempenhar com destreza o que nenhum outro setor do entretenimento conseguiu fazer, se readaptar para driblar os obstáculos que a pandemia trouxe, e se manter em constante crescimento mesmo com os prejuízos severos que outros setores ainda atravessam e se desdobram para superar. Um dos motivos é que muitos campeonatos puderam acontecer por meio de streaming, o que aqueceu e movimentou também o setor de apostas. Na Rivalry, plataforma líder em apostas em esports, você acompanha todo o cenário de perto e fica por dentro das apostas nos jogos mais queridos pelos público e acompanha todas as dicas do seu jogo predileto, desfrutando do melhor conteúdo sobre Starcraft, Free Fire, Counter-Strike, League of Legends e entre outros jogos destaques da atualidade.

 

 

Além de grandes marcas e empresas de conhecimento nacional, este ano de 2021 trouxe também outras organizações que estão se mobilizando para impulsionar a criação de novos torneios para o setor. O Banco do Brasil, por exemplo, é um destes grandes nomes que embarcou neste mundo através do jogo mobile League of Legends: Wild Rift conforme matéria noticiada pelo The enemy.

O banco tem realizado ações de incentivo no cenário promovendo competições como a Stream Battle Banco do Brasil, BB Game Series de Wild Rift, palestras de esports e outros tipos de patrocínios. Isso só mostra o quão diversificado e quente o mercado de esports está se tornando.

 

 

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,