Estudantes e egressos do curso de Jornalismo da Uesb recebem prêmios

Por: ASCOM UESB VCA

 

O curso de Jornalismo da Uesb recebeu mais um prêmio que reconhece o trabalho acadêmico desenvolvido pelos professores e alunos da Universidade. Dessa vez, a premiação chegou pelas mãos de estudantes e egressos que participaram do Edital 2022 do Prêmio Abapa de Jornalismo.

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão realiza a premiação desde 2019 e, nesta segunda edição, “Cotonicultura do Estado da Bahia” foi tema de produções jornalísticas em diferentes meios de comunicação. O resultado foi divulgado na terça-feira (29), durante uma cerimônia realizada pela Abapa, em Salvador.

Os estudantes do 7° semestre, Tainá Aleixo Amorim e Ednilson Silva Soares concorreram com a telerreportagem “A participação da mulher no agronegócio e na produção do algodão”, na categoria Jovem Talento, na modalidade Vídeo, e venceram em segundo lugar. A dupla compartilhou a alegria ao saber que o trabalho foi reconhecido. “Assim que recebi a notícia, a sensação foi de muita felicidade e de reconhecimento, pelo trabalho, pelo esforço, juntamente com meu colega”, comenta Tainá.

Para Ednilson, que sempre acreditou na conquista do prêmio, a participação no Concurso estava vinculada à busca de novas oportunidades na área e ampliação do conhecimento. “Fazer networks com as várias Universidades que participaram e obter conhecimento foram motivos da nossa participação, visto que lá tiveram diversas palestras e visitas técnicas para conhecermos a produção de algodão, em Luiz Eduardo Magalhães, e isso foi muito enriquecedor”.

Além da formação profissional, o Ensino Superior tem papel fundamental no desenvolvimento das pessoas. Durante a graduação, é comum o sentimento de insegurança quanto à escolha do curso, mas espaços de estágio e premiações são fundamentais no processo de aprendizado. “A participação no prêmio foi importante porque os estudantes puderam colocar em prática os conhecimentos e habilidades aprendidas. Foi um processo também de formação, pois foram várias etapas, tiveram que fazer cursos de formação, ir a campo, coletar as informações e produzir as reportagens. Tudo isso foi muito enriquecedor e formativo”, explica Dannilo Duarte, coordenador e professor do curso de Jornalismo da Uesb.

Reconhecimento – Afonso Moreira e Genílzia Pires, ex-alunos formados pelo curso de Jornalismo da Uesb, venceram na modalidade Internet, com a matéria “Produtores de algodão da Bahia investem em educação e capacitação profissional gratuita de mão de obra para o campo”. Eles concorreram na categoria Profissional pelo veículo de comunicação LEM Notícias.

O nome da Uesb e do curso ganham com a premiação conquistada pelos estudantes e egressos, uma vez que valoriza a instituição e seu corpo docente. “Mostra o resultado de um trabalho coletivo e de compromisso com o ensino de qualidade. Para o estudante, é ainda mais importante, pois ele foi autor e teve seu trabalho reconhecido. Esse tipo de premiação valoriza e reconhece o importante papel do Jornalismo, especialmente, no contexto atual”, reforça o professor.

“A gente ama a Uesb, e contribuir de alguma forma para elevar o nome da Universidade é um sentimento gratificante. Que venham mais prêmios, para que o curso de Jornalismo seja ainda mais reconhecido e que busquem incentivar os profissionais das áreas”, comenta Ednilson .

Segundo Tainá Aleixo, o prêmio mostra que a Universidade segue os pilares que se fundamenta, ao permitir que os alunos entrem em contato com a prática da extensão, mas também prepara para o mercado de trabalho. “Essa premiação marca nossa carreira como futuros profissionais que seremos. Ter um prêmio dado por uma instituição de renome, como é a Abapa, eleva muito nosso currículo, além do aprendizado que absorvemos no processo de produção de nossa telerreportagem”.

Foto da Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,