FISSURA ANAL: O que é, causas e o que fazer?

Você conhece alguém que tem dor para evacuar? Já ouviu falar de fissura anal?

 

Por: Agência Brasil 61 

 

Você conhece alguém que tem dor para evacuar? Já ouviu falar de fissura anal? Neste episódio a Dra. Beatriz Azevedo dará mais detalhes sobre o assunto.

Fissura anal nada mais é do que um corte, uma rachadura que aparece na borda do ânus. Durante a passagem das fezes, principalmente se estão mais endurecidas ou diarreicas, há estiramento da pele causando uma pequena lesão. Por ser uma área com bastante inervação essa lesão causa dor e as vezes sangramento. Nesse momento temos o que chamamos de fissura anal aguda.

Essa dor que ocorre ao evacuar gera um aumento involuntário da força de contração dos músculos que controlam o ânus chamado esfíncter anal. O músculo do esfíncter ficando mais “apertado” tem duas consequências: rejudica a circulação de sangue dificultando a cicatrização da ferida E aumenta a sensação de dor ao evacuar, dificultando ainda mais esse processo.

Ou seja, inicia-se um ciclo composto pela fissura anal aguda que leva a dor para evacuar, que faz com que o músculo do esfíncter fique mais apertado e isso, por sua vez, dificulta a cicatrização da fissura e causa mais dor. Quando esse ciclo dura mais de 6 semanas a ferida passa a ter cada vez mais dificuldade de cicatrização suas bordas vão ficando mais endurecidas configurando assim uma fissura anal crônica.

Sintomas

  • Dor ao evacuar
  • Sangramento
  • Pele na borda anal

O diagnóstico é feito pelo médico proctologista em consultório com exame clínico. Podem ser necessários exames complementares para excluir outros diagnósticos em algumas situações.

O tratamento da fissura anal deve sempre ser iniciado por medidas de correção do hábito intestinal, ou seja, tratamento da constipação. Aumento das fibras na dieta, melhora do consumo de líquidos e prática regular de atividade física.

Foto da capa: Reprodução/Doutor Ajuda

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,