Gêmeos idênticos

O período gestacional foi longo, muito longo.

Vários séculos, a contribuição de muitos povos e inúmeras viagens, adequações, aprendizado para que se tornassem o que hoje são.

O caminho, quando é assim tão comprido, tem grandes perigos e obstáculos, por isso requer trabalho árduo, persistência e comprometimento de muitos.

Eles tiveram quem o fizesse.

Afinal, sozinhos seria impossível.

Para que os encontrássemos com todo o significado que têm hoje, para que exercessem o papel importante que fazem e se tornassem parte de nossas vidas, foram necessárias muitas formas, riscos, rabiscos, idas, vindas e permanência.

Enfim, aparentemente, todo o processo terminou.

Cada um fez de si vários exemplares. O que era apenas um passou a serem muitos dele mesmo.

Depois disso, a interação.

Afinal, depois de tanto tempo, era possível que interagissem.

E assim o fizeram.

Começaram a se juntar. Ficar lado a lado formando outros a partir de si mesmos.

Algumas vezes, quem havia saído da mesma forma se encontrava rapidamente. Trocavam algumas impressões, relembravam fatos de quando juntos viviam e seguiam cada um o seu caminho.

Isso acontecia e ainda acontece em várias oportunidades ao longo do dia.

Muitas vezes, simultaneamente em lugares que hoje não podemos precisar.

Mas existe um encontro que é especial.

E todos eles esperam com ansiedade que esse dia chegue.

Afinal, quando se sabe que ele virá, pessoas, em todos os lugares, se preparam, fazem planos, grandes e importantes eventos são marcados para comemorar e aproveitar tal acontecimento.

Quando três deles que foram feitos na mesma forma, encontram-se sinalizando um determinado dia, de um determinado mês, de um determinado ano é motivo de festa.

Não só para eles mesmos, que serão escritos ao lado de seus iguais, mas também para aqueles que escolhem viver acontecimentos importantes de suas vidas eternizados por números trigêmeos.

Por isso a última década teve tantos casamentos, nascimentos e mesmo o início das Olimpíadas da China, com dia, mês e ano assim.

Nós, que tivemos a oportunidade de vivermos dia, mês e ano trigêmeos 12 vezes, não estaremos mais aqui quando esse fenômeno voltar acontecer.

Não lamente por isso.

Viva lindamente hoje que o dia é gêmeo do mês!

Júlio César Cardoso

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor federal aposentado. Balneário Camboriú-Santa Catarina.
Categorias