Gestores de escolas e de organizações da agricultura familiar realizam 13ª Semana da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Por: ASCOM CAR/SDR

 

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência de Agricultura Familiar (SUAF), em parceria com a Secretaria de Educação (SEC), promove, até esta quinta-feira (14), a 13ª Semana da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar da Rede Pública de Ensino do Estado da Bahia. O evento, que acontece no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, reúne gestores, gestoras e nutricionistas de unidades escolares do território Metropolitano de Salvador e representantes de associações e cooperativas da agricultura familiar.

O objetivo é apresentar aos gestores, gestoras e nutricionistas escolares, do território Metropolitano de Salvador, o Catálogo de produtos saudáveis originários de empreendimentos da agricultura familiar, ampliando a participação deste segmento no mercado institucional do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Entre os produtos estão flocão e fubá de milho, derivados do cacau, farinha, fécula, iogurte, queijo, leite, sucos e arroz orgânico, entre outros.

O secretário da SDR, Jeandro Ribeiro, reforçou que nos últimos anos foram envidados esforços para oportunizar à agricultura familiar, representada no evento por 22 cooperativas, a venda de produtos para escolas públicas de toda a Bahia. “A SDR vem apoiando os empreendimentos para que eles entreguem os produtos que serão adquiridos, no tempo programado com as diretorias das escolas. É uma agenda importante para promover a relação entre quem compra e quem vende e que pode, a partir dessa articulação, somar a vinda de R$ 27 milhões na aquisição de produtos da agricultura familiar”.

Segundo Vinícios Videira, superintendente da SUAF, a intenção foi apresentar a diversidade e a qualidade que os produtos da agricultura familiar possuem e também o potencial de logística, para efetuar as entregas diretamente às escolas, algo que durante algum tempo foi apontado pelos gestores escolares como uma dificuldade. “Agora as cooperativas possuem caminhões refrigerados e contamos com o Centro de Distribuição aqui em Salvador”.

Para o diretor da Federação da União de Cooperativas da Agricultura Familiar da Bahia (Unicafes), Ícaro Rennê, o evento é muito importante para toda a agricultura familiar. “É uma forma de expor os produtos para o público das escolas estaduais, em que os diretores, junto com os nutricionistas, podem degustar, conhecer e apreciar a qualidade dos produtos da agricultura familiar, para que estes façam parte do cardápio da agricultura familiar na alimentação escolar, enriquecendo, cada vez mais, esse cardápio e mantendo a qualidade e a nutrição dos alunos dessas escolas”.

Alimentação de Qualidade 

De acordo com Bruno de Oliveira Ferreira, da Cooperativa da Agricultura Familiar do Sul da Bahia (Coofasulba), que trabalha com achocolatado em pó e chocolate em barra, oriundos da produção de cacau de agricultores familiares cooperados, esses produtos são de grande importância, no sentido de potencializar a segurança alimentar. “Importante para as crianças que pertencem não só ao município de Ilhéus, mas de outras regiões. Nossa cooperativa já trabalha há algum tempo com a distribuição de alimentos para o PAA e PNAE, que são programas de extrema importância no combate à insegurança alimentar”.

Maria Isabel Cartaxo, nutricionista e responsável técnica na Coordenação de Alimentação Escolar da SEC, ressaltou que a agricultura familiar faz parte da oferta de alimentos de qualidade, seguros. “No mínimo, 30% dos recursos que se recebe para a compra da alimentação tem que vir do agricultor familiar. Essa é a nossa luta, cada dia mais buscando atingir não só os 30%, incentivando os gestores”.

A diretora da Escola Estadual Bento Gonçalves, de Salvador, Mônica Bonfim, afirmou que entre os benefícios dessa ação está o fortalecimento da agricultura familiar nas escolas, a partir de um estudo ampliado dos gêneros que se pode colocar como opção no cardápio e ressaltou que a própria comunidade escolar deve ter ciência da importância desses produtos. “Vir para esse evento e conhecer as cooperativas e os seus trabalhos também amplia a forma com que a gente pode tratar a agricultura familiar com responsabilidade”.

O prefeito de Santana, Marco Cardoso, mais conhecido como Marcão, convidado a apresentar a experiência do município com a agricultura familiar, salientou que essa foi uma oportunidade de testemunhar do quanto é importante o apoio de gestores para o fortalecimento da agricultura familiar. “Ou seja, é importante gestores municipais, estaduais, de unidades escolares inserirem na alimentação escolar produtos da agricultura familiar, que são produtos de qualidade”.

 

Foto da capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,