Governo da Bahia avalia avanços e perspectivas do PAA Leite em evento virtual

Por Ascom Car/SDR

 

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em conjunto com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) realizou, nesta quinta-feira (08), o Seminário PAA Leite: Avanços e Perspectivas. O objetivo do encontro virtual foi ampliar a participação dos laticínios baianos no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Leite).

O encontro, que foi transmitido pelo canal SDRBahia, no Youtube, contou com as participações de Carlos Martins, secretário da SJDHDS, do chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, e do diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, com a mediação da superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar/SJDHDS, Rose Pondé.

“Uma política pública de excelência que, além de fortalecer a renda dos agricultores que trabalham na produção do leite e laticínios, distribui para a população mais vulnerável, garantindo um direito humano básico, prioritário e fundamental, que é o do aceso à alimentação nutritiva e saudável”, ressaltou Carlos Martins. Ele observou que o momento que estamos vivendo exige cada vez mais ações decisivas para mitigar a insegurança alimentar que a pandemia causou, deixando mais de 19 milhões de brasileiros com algum tipo de insegurança alimentar e nutricional durante este período.

Só em 2020, o PAA garantiu 5,5 milhões de leite para as mais de 200 mil famílias contempladas também na modalidade Alimentos.

“O seminário é justamente uma oportunidade para atualizar os representantes de laticínios, cooperativas e associações sobre qual é a nossa perspectiva até o fim do ano, como estamos do ponto de vista histórico, na execução do programa e como estamos nos planejando para continuarmos apoiando a cadeia produtiva do leite”, afirmou Wilson Dias.

O PAA, que foi criado em 2003 com a finalidade de promover o acesso à alimentação saudável e fortalecer a agricultura familiar, na perspectiva da inclusão produtiva rural com a garantia de renda, é executado na Bahia pela SJDHDS, com recursos do Ministério da Cidadania. No estado, o programa conta com as parcerias dos municípios, organizações sociais, associações e cooperativas, além das secretarias estaduais SDR e de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri).

“Nos últimos anos, temos conseguido criar parcerias com atores importantes e necessários, para fortalecer a agricultura familiar na Bahia e, com isso, garantir aos produtores o escoamento do leite”, pontuou Jeandro Ribeiro.

A coordenadora nacional do PAA Leite/MC, Elenita Corrêa, reforçou que a coordenação do programa tem buscado aperfeiçoar, junto aos parceiros, essa, que é uma ferramenta de Segurança Alimentar e Nutricional: “A Bahia acerta muito em promover esse encontro para discutir as estratégias e execuções do PAA. Com a pandemia, percebemos muito mais a necessidade do PAA para as famílias, os produtores, as associações e laticínios e todas as pessoas atendidas pelo programa”.

O Seminário também trouxe depoimentos de laticínios parceiros do programa, como o de Vanderlan Araújo da Silva, da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Jussara: “Desde 2004 participo do PAA. Somos muito gratos ao programa, porque melhorou a nossa vida. Tem sido de fundamental importância, fortalecendo a cadeia produtiva do leite, gerando renda ao homem do campo e garantindo alimento a quem mais precisa”.

Ainda no evento, a superintendente Rose Pondé e Gustavo Machado, coordenador do PAA na Bahia, apresentam normativos, limites, preços e fluxo operacional do Programa.

 

Foto de Capa: Divulgação.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,