Governo Federal e empresas da construção civil avançam no debate de ferramentas para moradias mais sustentáveis

Grupo de Trabalho realizou terceiro debate em busca de mais eficiência nas construções de unidades habitacionais do Programa Casa Verde e Amarela.

Por: Brasil61

Buscar soluções para construir moradias mais sustentáveis e com menor impacto ambiental. Com esse objetivo, o Governo Federal promoveu mais um debate com representantes do setor da construção civil.

Desde maio deste ano, os participantes discutem questões ligadas à sustentabilidade em busca de melhorias que possam integrar o Plano Nacional de Habitação e serem aplicadas nos projetos habitacionais do Programa Casa Verde e Amarela, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR.

Rhaiana Santana, secretária executiva do Comitê Nacional de Desenvolvimento Tecnológico da Habitação, destaca o avanço da pauta a cada encontro. “As reuniões do grupo de trabalho estão sendo muito enriquecedoras, trazendo maior governança para a temática da sustentabilidade, visando a inclusão de requisitos nos sistemas integrantes do Programa Brasileira da Qualidade e Produtividade do Habitat.”

O Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat é uma ferramenta do Governo Federal que busca garantir a qualidade da habitação, com obras marcadas pela segurança e durabilidade, e a produtividade do setor da construção, a partir da sua modernização.

No início de julho, o MDR debateu ferramentas que visam reduzir o impacto ambiental na construção das moradias. Na ocasião, foram apresentados indicadores como o Pegada Hídrica, que calcula quanto de água é gasto na construção da edificação, e o Sistema de Informação do Desempenho Ambiental da Construção, que busca fazer um cálculo de emissão de carbono de geração de energia.

 

 

Foto de Capa: Reprodução/MDR

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,