Hemoba lança campanha de Natal para reforçar baixo estoque do banco de sangue

Por: Comunicacao Governo da Bahia

Os estoques de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba), principal banco de sangue público do estado, estão críticos para os grupos sanguíneos A, B e O. Para incentivar a doação e aumentar a distribuição do material nas unidades de saúde, a instituição lançou uma campanha de Natal mobilizando doadores para os seus pontos de coleta em Salvador e no interior. Nesta quarta-feira (21), como parte da campanha, o recém-inaugurado posto de coleta do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), no bairro do Cabula, recebeu o Papai Noel e uma apresentação do coral natalino da Polícia Militar da Bahia.

Presente no evento, a secretária da Saúde, Adélia Pinheiro destacou que a implantação dos postos de coleta em hospitais públicos como o HGRS  pretende dar celeridade ao atendimento de pacientes da emergência e cirúrgicos. “Aqui, nós estamos falando de uma unidade instalada no maior hospital público da Bahia, que é o Hospital Geral Roberto Santos, que tem um funcionamento muito importante na média e na alta complexidade, com uma demanda destacada para apoio através do sangue e seus derivados. Então, com um posto de coleta, nós qualificamos a assistência e encurtamos o tempo de atendimento”, detalhou.

Baixo estoque

Conforme Luiz Catto, diretor geral da Hemoba, a baixa nos estoques tem relação com o período festivo, com as férias escolares e viagens de final de ano. “É um período que a gente tende a se precaver e intensificar as campanhas de doação. Especificamente neste ano, em novembro, por causa da Copa, tivemos uma redução de cerca de 20% em relação ao mesmo mês do ano passado. Então, neste momento estamos com o estoque baixo e a demanda continua bastante grande, por isso, fazemos esse apelo pela doação para toda população”.

A Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) inaugurada em outubro deste ano dentro do HGRS substituiu a Agência Transfusional que existia no local.  A coleta de sangue no hospital amplia capacidade de bolsas de sangue na unidade, que atende urgência e emergência, pacientes oncológicos e com quadros renais e hemorrágicos.

O diretor geral do Hospital Geral Roberto Santos, Adil Duarte chama a atenção para a logística da unidade que atende alta complexidade, possui maternidade, centro de hemorragia digestiva e uma emergência. “Essa complexidade do hospital, juntando a condição de quatro unidades faz com que a todo momento, seja na obstetrícia, no momento do parto, na unidade do centro de hemorragia, ou na unidade da emergência, a demanda por sangue seja uma constante”, alertou.

Postos de atendimento

Durante a campanha, quem estiver em Salvador pode doar no Hemocentro Coordenador, localizado na Vasco da Gama, de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h às 16h30; no Salvador Norte Shopping, de segunda-feira a sábado, das 9h às 18h; nos hospitais do Subúrbio e Ana Nery, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30; no Roberto Santos, das 8h às 12h e 13h às 17h; e no Hospital Irmã Dulce, de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h. Nos dias 24 e 31 de dezembro o atendimento será das 07h30 às 12h30 no Hemocentro Coordenador e das 9h às 14h no Shopping Salvador Norte.

No interior da Bahia, tem postos de coleta em Camaçari, Feira de Santana, Eunápolis, Barreiras, Alagoinhas, Brumado, Guanambi, Irecê, Itaberaba, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista e Valença. Os horários de atendimento das unidades estão disponíveis no site da Hemoba.

Para doar

É preciso ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal), apresentar um documento original com foto, ter acima de 50 kg, estar bem de saúde, descansado e alimentado, ter evitado alimentos gordurosos algumas horas antes da doação, não fumar por pelo menos duas horas e não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

Medula óssea

Durante a triagem, o doador também pode se cadastrar no banco nacional de doadores de medula óssea. Para o cadastro, é necessária a coleta de uma amostra de 5 ml de sangue, ter entre 18 e 35 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.  Os dados pessoais do candidato à doação e os resultados dos testes serão armazenados no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) e processado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

 

 

Foto de Capa: Joá Souza/GOVBA

 

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,