Importância do pediatra no desenvolvimento dos bebês

Na semana em que se comemora o dia do pediatra, a MAM Baby esclarece algumas razões que tornam o papel do profissional tão importante para os pequenos

Por: Ana Santos

São Paulo, julho de 2021 – O primeiro passeio da maioria dos bebês é a visita ao médico pediatra, que deve ser feita, em média, uma semana após o nascimento. Mas, a importância destes profissionais da saúde vai muito além desta primeira aventura. Na semana em que se comemora o Dia do Pediatra no Brasil, a MAM Baby, marca especialista em bebês, destaca alguns pontos importantes desta presença e atuação nas rotinas familiares.

Alessandra Cavalcante, médica pediatra em São Paulo, esclarece que são estes especialistas que cuidam do desenvolvimento saudável das crianças. É o pediatra que previne e trata doenças, orienta as melhores práticas de alimentação, vacinação, sono, saúde bucal e visual, risco de exposição excessiva às telas, além de  analisar o desenvolvimento neurológico, escolar e social das crianças.

No primeiro mês de vida, são recomendadas, pelo menos, duas visitas ao pediatra. Já, entre 2 e 6 meses de vida, as visitas passam a ser mensais e, a partir dos 7 meses, é recomendada uma consulta a cada 2 meses. Quando a criança completa 2 anos, as avaliações podem ser realizadas a cada três meses e, a partir dos 6 anos, semestralmente. Na faixa dos 7 aos 18 anos, em situações normais, a visita pode ser anual.

Escolha do pediatra 

A escolha do pediatra não deve apenas levar em conta a parte técnica e a formação do médico. É preciso escolher um profissional que “dê match” com a família e com a criança. Um bom relacionamento é essencial. Além disso, é importante que a família certifique-se de que é possível contatar o médico em casos de dúvidas e emergências.

Para estilos de vida mais específicos, como uma família vegana ou que procura alternativas para evitar o uso de remédios, é importante a busca por um profissional que compartilhe da sua visão de mundo. Assim, o cuidado com o paciente será muito mais assertivo e alinhado aos hábitos e valores da família.

“Sobre a qualidade do profissional, a abordagem técnica deve ser a mesma, ou seja, um bom pediatra deve observar todas as questões já ditas anteriormente. Mas, certamente, cada médico atuará à sua própria maneira” explica Alessandra.

O pediatra da criança deve ser o primeiro médico a ser consultado em casos de emergência, já que muitas vezes a sua orientação pode evitar uma exposição ou ida desnecessária ao hospital, por exemplo. “Quanto mais precocemente se der o diagnóstico de alterações, menor as complicações para o futuro e para a vida adulta” finaliza.

Para a pediatra Paula Cruz Borrelli Barros, o paciente torna-se praticamente um membro da família. Ela explica que ser pediatria é algo muito singular pois, além do conhecimento amplo da medicina, o profissional precisa gostar de criança, gostar de conversar e, principalmente, gostar de ouvir.

Sobre a MAM 

Fundada na Áustria, em 1976, a MAM tem presença em mais de 60 países e está desde 1998 no Brasil. A empresa conquistou a posição de liderança mundial em produtos para bebês, e é a principal referência na categoria de chupetas, mamadeiras e bicos de mamadeiras. Com o lema “We love babies”, a MAM continua se expandindo todos os dias, de forma sustentável e responsável, para seguir com seu objetivo de sempre apoiar ao máximo o desenvolvimento individual de todas as crianças e tornar o dia a dia com o bebê mais fácil para os pais. Em 2019, a MAM recebeu a Menção Honrosa pela Comissão Europeia do EU Product Safety Awards, por definir e exceder as normas de segurança para chupetas e equipamentos de alimentação, com reconhecimento de seu papel de liderança no desenvolvimento de normas relevantes, que aumentaram o nível de segurança em todo o setor.

 

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação Internet

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,