Impulsionados por marcas e grandes empresas, o metaverso ganha força e destaque impactando no consumo. E o que marketing digital?

Profissionais da área de Marketing falam sobre o impacto do Metaverso nas relações de consumo e avaliam como será implantado no marketing digital.

Por: Raissa Vaz

O aceleramento do consumo causado pela pandemia evidenciou um movimento que até então era popular apenas no mundo dos games. O termo metaverso ganhou destaque quando em meados de 2021, Mark Zuckerberg, o CEO do Facebook, modificou o nome da sua empresa para Meta Platforms, essa movimentação deu vazão para o termo que surgiu há pelo menos 30 anos, em uma obra literária de ficção científica.

O metaverso é definido por um espaço virtual compartilhado, uma tecnologia capaz de inserir pessoas e coisas reais em um universo virtual. Além da tecnologia de realidade virtual, outras tecnologias descentralizadas como criptomoedas e NFTs também contribuem para a construção desse ciberespaço.

O Head de Marketing da Sphynx, Danilo Matos explica que hoje temos inúmeros tipos de metaverso, como o metaverso descentralizado, que foi criado para o funcionar dentro de um blockchain, ou seja, tudo ali dentro ou é um NFT ou tem criptomoedas ou tem tokens funcionando ali dentro.

“O metaverso que eu acredito que demorará mais para funcioinar e se popularizar é justamente esse, porque ele depende do onboarding de blockchain.Se a pessoa quiser participar do The SandBox por exemplo, ela obrigatoriamente precisa abrir uma carteira e infelizmente atualmente esse onboarding não é tão fácil quanto a gente pensa”.

Para além da abertura de carteira no metaverso, Danilo conta que existem processos burocráticos para se explorar o universo virtual da Web3.

NFT para endomarketing

O movimento de ativos digitais e do ciberespaço, empresas de todos os tipos e segmentos têm encontrado formas de se inserir, mesmo que de forma gradual e pontual.

O Head conta que empresas têm cada vez mais aumentado a sua abertura e intenção em se conectar com o metaverso. Danilo explica que recentemente entregou um projeto de NFT para uma empresa do ramo hospitalar.

” A ideia da empresa era comemorar o sucesso de implementação de um aplicativo, junto ao seu time de marketing e TI, distribuindo NFTs aos membros participantes do projeto, a empresa não só presenteou seus colaboradores com o NFTs, mas também uma trilha de conteúdo sobre web3, criptomoedas, sobre carteira”, avalia.

Marketing digital no Metaverso

Como dito anteriormente, o metaverso hoje orbita o mundo dos games e de marcas e personalidades que pontualmente se mostram abertos a essa tecnologia. Para o Marketing Digital existem oportunidades a médio prazo, com o foco no desenvolvimento interfaces de realidade virtual para criação de ambientes totalmente digitais e imersivos.

A integração entre real e virtual se dá através de dispositivos tão familiares quanto os óculos que usamos no dia a dia, porém capazes de processar informações sob a forma de sons, imagens e texto projetando-os no espaço físico.

Para o CEO da TRIWI consultoria em Marketing Digital Ricardo Martins, as empresas de marketing digital podem despontar nesse primeiro momento para testarem o melhor formato que faça sentido aos seus clientes e aos objetivos da empresa, criando um paralelo entre mundo real e virtual.

“Acredito que quando o metaverso estiver estabelecido, o marketing digital pode aproveitar oportunidades de anúncios de outdoor em redes de display, por exemplo, assim como a possibilidade de segmentar público nos anúncios de forma unificada” Finaliza.

Com inúmeras possibilidades o metaverso é a grande aposta de empresas de tecnologia e comunicação, com a capacidade de ser formatado nos próximos anos, as empresas especulam e se movimentam em busca do seu lugar no ciberespaço.

Sobre a TRIWI

A TRIWI é uma agência de Marketing Digital e Assessoria de Imprensa especializada em B2B. Com atuação focada em Agronegócio, Indústria, Tecnologia e Serviços.

Fundada em 2018, a TRIWI iniciou as atividades para atender uma demanda do mercado, com soluções práticas, individualizadas e personalizadas, visando atender as reais necessidades de seus clientes, com planejamento estratégico, geração de negócios e auxílio das inovações digitais.

Seus parceiros estão entre as marcas mais consolidadas do mercado nacional e internacional, que buscam se posicionar de forma clara e evolutiva no mercado.

Sobre o fundador

Ricardo Martins, CEO e principal estrategista da TRIWI.

Especialista em marketing digital, é graduado em Marketing pela Escola Superior Cândido Mendes, no Rio de Janeiro, e concluiu o Master em Marketing pela ESPM, em São Paulo. Durante os 20 anos de trajetória na área, atuou em companhias que se destacam no mercado, como Polishop, XP Investimentos, TOTVS e CNA Idiomas.

 

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,