INB atinge a marca de 2.000 elementos combustíveis fabricados na empresa

Pelos últimos dois meses, grande parte do corpo técnico da INB tem trabalhado remotamente ou em escalas de revezamento. A medida tem como objetivo garantir a proteção dos empregados durante a atual pandemia da Covid-19. Mas, apesar disso,a INB iniciou na semana passada a entrega da 16ª recarga de Angra 2. E, com ela, o segundo milésimo elemento combustível produzido pela sua Fábrica de Combustível Nuclear – FCN, em Resende.

Foto: Divulgação/INB

Em 1982, a empresa fabricou o primeiro elemento combustível, que veio a compor a primeira entrega de Angra 1. Em 2008, 26 anos depois, já atendendo às duas usinas, a marca de mil elementos produzidos foi alcançada. O tempo de produção do segundo milhar foi reduzido pela metade, já que a marca de dois mil chegou apenas 12 anos depois. De acordo com o diretor de Produção do Combustível Nuclear (DPN), Márcio Adriano Coelho da Silva, a contagem atual leva em consideração 69 unidades já  produzidas para atender a primeira entrega para Angra 3.

“Nossa expectativa é que, com o início das atividades de mais uma usina, este gap entre comemorações fique ainda menor”, planejou. “É importante sempre lembrar que, em todos esses anos de atividade, a INB jamais atrasou a entrega de uma recarga e que as usinas de Angra são as que apresentam menores índices de falhas de combustível no mundo”.

Para Tércio de Jesus da Silva, operador na Coordenação da Planta Química (CPLAQ.N), a conquista é fruto do trabalho e dedicação das equipes envolvidas.

“É uma honra trabalhar diretamente com as recargas, porque acredito na energia nuclear como forma de desenvolvimento para o país. Nesses 19 anos de INB, muitos aprendizados se firmaram e eu pude notar que, para que cada prazo fosse cumprido, foi sempre necessário trabalharmos como uma família, acolhedora, responsável e parceira. Minha ambição é que continuemos crescendo em proporções ainda maiores”, declarou Tércio.

O diretor Márcio Adriano não poupou elogios ao comprometimento de todos os empregados e colaboradores da empresa que, segundo ele, são os responsáveis por mais esta conquista.

“É impossível destacar o mérito de um grupo acima de outro, quando se está falando do nosso produto final. Todas as etapas do processo são essenciais, assim como todas as atividades de suporte e logística. Este é um marco para a empresa e, portanto, para cada um que compõe a INB”, finalizou.

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias , ,