77 3441-7081 — [email protected]

Inscrições para Prêmio Nacional de Educação Fiscal estão abertas

As melhores reportagens sobre cidadania fiscal levarão prêmios de até R$ 3 mil

 

Por  SIMP – Presidência da República – Regional Imprensa

 

A sétima edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal está com as inscrições abertas para escolas, instituições e jornalistas, que podem concorrer a premiações em dinheiro e troféus para reportagens publicadas a partir de janeiro deste ano nas mídias impressa, TV, rádio e internet.

Considerado o Oscar da cidadania fiscal, a premiação tem o objetivo de promover a discussão sobre a importância social dos tributos e o acompanhamento dos gastos públicos do Brasil, além de identificar e reconhecer iniciativas bem-sucedidas no país.

As inscrições para a categoria Profissionais de Imprensa vão até o dia 28 de setembro pelo  www.premioeducacaofiscal.org.br, data limite para a publicação das matérias. Os dois vencedores desta categoria serão divulgados na solenidade de premiação que acontece no dia 28 de novembro, em Brasília. 

O 1º lugar receberá o valor em dinheiro de R$ 3 mil e o 2º lugar levará R$ 2 mil para as reportagens que receberem as melhores notas da Comissão Julgadora.

As reportagens podem estar relacionadas a assuntos econômicos e fiscais, dentro do contexto da educação fiscal: importância da nota fiscal, do combate à sonegação, da cobrança da correta aplicação dos impostos, da qualidade do uso dos recursos públicos, sobre as leis de acesso à informação, além de destacar projetos que atuam em suas comunidades com esses propósitos

Sobre o prêmio

O prêmio foi criado em 2012 pela Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), em parceria com a Escola de Administração Fazendária (Esaf), Receita Federal do Brasil e com o Programa Nacional de Educação Fiscal (Pnef) e demais parceiros.

Nesta edição, serão sete vencedores: três escolas, dois órgãos públicos (prefeituras, universidades etc) e dois jornalistas, por trabalhos que valorizam a importância da qualidade dos recursos públicos, do combate à sonegação fiscal, do cuidado com o patrimônio público, entre outros ligados ao tema. Ao todo, serão R$ 43 mil reais em premiações que vão de R$ 3 mil a R$ 10 mil. 

Ao longo das seis edições, foram mais de 600 projetos inscritos de todas as regiões do país, impactando milhares de brasileiros.

Assista ao vídeo lançado junto com o Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2018, apresentado pelo cantor Gabriel, o Pensador.

Jornal do Sudoeste

Categorias