77 3441-7081 — [email protected]

Ituaçu: Vaias a ex-prefeito e deputados dão a senha para início da disputa sucessória de 2020

Por Shirley Ribeiro Alves

 

A visita de trabalho do governador Rui Costa dos Santos a Ituaçu, na manhã do último dia 28, não foi marcada apenas pelo anuncio de importantes investimentos e na sinalização de que o Governo do Estado vai continuar apoiando iniciativas e atendendo demandas do município que estão sendo encaminhadas pelo prefeito Adalberto Alves Luz, através dos deputados Nelson Souza Leal (estadual – Progressistas) e José Alves Rocha (federal – PL/BA).

Chamou a atenção e roubou a cena no ato público realizado na Área de Eventos da Praça Barão do Sincorá as vaias dirigidas pelo expressivo número de populares que prestigiou o evento ao ex-prefeito Albércio – Albercinho – da Costa Brito Filho (PSB) e aos deputados federal Paulo Sérgio Paranhos de Magalhães (PSD/BA) e estadual Marcos Aguiar Viana, que tentaram, segundo entendimento dos ituaçuenses, tirar proveito político dos investimentos e ações anunciadas, que chegaram a declarar teriam sido por eles viabilizadas.

As vaias, sempre que o nome do ex-prefeito foi citado, chegaram a desestabilizar o experiente deputado Paulo Magalhães (PSD), que embora tenha experimentado essas reações populares quando ainda militava politicamente nas hostes lideradas pelo ex-governador Antônio Carlos Magalhães sem nunca perder a serenidade e a concentração, em Ituaçu o obrigou a interromper seu pronunciamento por mais de uma vez e acabou fazendo com que se confundisse, usasse termos inadequados, que provocaram risos do governador, prefeitos, vereadores e lideranças políticas da região que participavam do evento e constrangendo seus aliados e correligionários.

Visivelmente constrangido, o ex-prefeito Albércio – Albercinho – da Costa Brito Filho, do PSB (de camisa azul e mão na cabeça) viu seu adversário político, prefeito Adalberto Alves Luz, roubar a cena, além de ser vaiado toda vez que seu nome foi citado. Foto: Shirley Ribeiro Alves.

Mal avaliado e impedido de participar de disputas eleitorais por ter sido condenado pela Justiça Eleitoral por improbidade administrativa em duas Ações Civil Públicas por fraude a licitação, que o tornaram inelegível pela Lei da Ficha Limpa [Lei Complementar 135/10], o ex-prefeito Albércio – Albercinho – da Costa Brito Filho (PSD) não escondia sua contrariedade com a situação e saiu da Praça Barão do Sincorá ainda mais convencido da necessidade de conquistar a Prefeitura Municipal em 2020.

Em campanha para disputa da eleição 2020, mas trabalhando, segundo fontes do JS ligadas ao socialista, para viabilizar o nome da esposa, Cláudia Gonçalves Silva Costa Brito (PSD), Albércio – Albercinho – da Costa Brito Filho, reforçaram seus aliados, com apoio e aval dos dois parlamentares (Paulo Magalhães e Marcos Viana), definitivamente selou o início da guerra eleitoral para sucessão municipal do próximo ano.

Segundo uma fonte do JS que transita com desenvoltura no grupo liderado pelo ex-prefeito, pesquisa eleitoral que já estaria sendo encomendada, depois das vaias do dia 28, já teria sido abortada. E a empreitada agora, assegura a mesma fonte, é evitar a debandada de lideranças, principalmente da zona rural, para as hostes do prefeito Adalberto Alves Luz (PTB), que saiu fortalecido da visita do governador e do anuncio de investimentos que vão mudar a realidade de um expressivo número de moradores da zona rural.

Uma coisa ficou certa no dia 28, conseguindo ou não reverter a inelegibilidade imposta pela Lei da Ficha Limpa [Lei Complementar 135/10] para viabilizar sua candidatura ou assegurando a indicação da esposa – Cláudia Gonçalves Silva Costa Brito (PSD) – ou de qualquer outro nome de sua confiança, o ex-prefeito Albércio – Albercinho – da Costa Brito Filho (PSB) já está em campanha e pretende iniciar uma ofensiva de denúncias contra a atual gestão, além de cobrar de seus deputados a liberação junto aos Governos Federal e do Estado de obras e ações para o município.

O ambicioso projeto do ex-prefeito pode até não surtir os efeitos pretendidos – o mais provável, avaliam analistas políticos ouvidos pelo JS, é que não sejam suficientes para reverter o desgaste do socialista – mas promete movimentar o cenário político da pacata Ituaçu.

 

Jornal do Sudoeste

Categorias ,