Laboratório da Uesb busca certificação para ser o primeiro no Norte e Nordeste em padrão de qualidade

Analisando cerca de 10 mil amostras por mês, o Laboratório de Análise da Qualidade de Leite da Uesb, campus de Itapetinga, vem trabalhando para o credenciamento junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). A partir dessa certificação, o espaço se tornará o primeiro do Norte e Nordeste brasileiro desse porte, integrando, assim, a Rede Brasileira de Qualidade do Leite (RBQL).

Buscando alinhar os procedimentos e as estratégias para esse credenciamento do Laboratório, foi realizada, na última sexta-feira, 24, uma reunião na Reitoria da Uesb, campus de Vitória da Conquista. O encontro contou com a participação do reitor da Universidade, professor Luiz Otávio de Magalhães, do vice-reitor, professor Marcos Henrique Fernandes, da professora Sibelli Passini Barbosa Ferrão, coordenadora do Laboratório de Qualidade de Leite da Uesb, e do secretário de Agricultura do Estado da Bahia, João Carlos Oliveira. O deputado federal Waldenor Pereira e o deputado estadual José Raimundo Fontes também participaram do momento.

Além de beneficiar toda a cadeia produtiva do leite na cidade de Itapetinga e no estado da Bahia, a abertura do Laboratório será um marco para a atividade leiteira de duas regiões do país. “Na região Norte e Nordeste, não há nenhum laboratório desse porte. Por isso, estamos nessa luta, em busca do credenciamento junto ao Inmetro. A gente precisa implantar a ISO 17025 e são diversas normas que devem ser atendidas para padrão de qualidade internacional do laboratório. Esse é o único documento que falta junto ao Ministério da Agricultura para a gente ser credenciado”, esclarece a professora Sibelli Passini.

“O Laboratório de Leite, no campus de Itapetinga, é um projeto estratégico, de extrema relevância para a região, sobretudo pelo que representa a bacia leiteira desses municípios. É um projeto em parceria da Seagri, Governo do Estado, a Uesb, a cadeia produtiva do leite e, certamente, será o primeiro laboratório credenciado para análise no Estado da Bahia e no Nordeste. Com esse projeto, vamos incentivar o fortalecimento da cadeia produtiva do leite e, em especial, da agropecuária dessa região”, destaca o secretário de Agricultura do Estado da Bahia, João Carlos Oliveira.

Anos de contribuição – O Laboratório de Análise da Qualidade de Leite da Uesb já existe há mais de 10 anos no campus de Itapetinga. Sendo a pecuária de leite e de corte a principal atividade econômica do município, o Laboratório contribui para o crescimento e desenvolvimento de toda a região. Com a certificação do Inmetro, a expansão do trabalho desenvolvido pelos professores e servidores da Uesb proporcionará mais visibilidade da Universidade e, também, mais destaque do que é produzido nas diversas pesquisas de graduação, mestrado e doutorado na área de Zootecnia e Engenharia de Alimentos.

“Desde que surgiu, a ideia era que fosse um laboratório da Universidade, mas que, também, prestasse serviço de certificação de qualidade do leite. Então, nosso objetivo agora é realizar uma série de atividades, que envolve aquisição e manutenção dos equipamentos, aprimoramento da equipe técnica, estrutura para aquisição de insumos e tudo aquilo que é necessário para ampliar a capacidade de análise desse laboratório”, explica o reitor.

“A possibilidade de início das atividades desse laboratório, bem como seu credenciamento, é de uma importância gigantesca para o Nordeste, porque não há nenhum laboratório. Para a Uesb, eu acho que é impossível até mensurar a grandiosidade de a gente ter um laboratório único no Nordeste junto com grandes laboratórios que existem nas regiões Sul e Sudeste, para medir essa qualidade”, finaliza a professora.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Materias Recentes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,