Laudo científico comprova que tecnologia brasileira de purificação de ar elimina 99% do novo coronavírus

Pesquisadores da Unicamp atestam a eficácia do Sterilair STR4 para a inativação de partículas virais e como potencial agente virucida para o grupo de coronavírus testado

 

Por Amanda Mathias/Assessoria de Imprensa

Recente laudo publicado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) acaba de concluir que uma tecnologia brasileira de esterilização de ar elimina 99,99% dos vírus que são contraídos por aerossol, incluindo o SARS-Cov2, conhecido como o novo coronavírus. 

A transmissão por aerossóis — partículas infecciosas que ficam suspensas no ar — é uma das vias de contágio da Covid-19 reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), junto com a transmissão por gotículas e por fômites (contato com superfícies contaminadas). 

Assinado pela Profa. Dra. Clarice Weis Arns, do Instituto de Biologia da Unicamp, o estudo atesta a eficácia do esterilizador Sterilair STR4 para a inativação de partículas virais e como potencial agente virucida para o grupo de coronavírus testado. Conforme a pesquisa, o equipamento também elimina 99,99% de bactérias e fungos em suspensão no ar.

Os ensaios foram realizados em laboratório NB-2 (Biosafety Level 2) e seguiram todas as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para tal procedimento (ANVISA Art. 1 e Art. 3 da IN 04/13 e IN 12/16). Os testes foram realizados no sistema in vitro e em diferentes tempos com a cepa Coronavírus. As análises científicas testaram o CORONAVÍRUS/MHV-3, gênero Betacoronavirus (mesmo gênero e família das espécies SARS-CoV-1, SARS-CoV-2/COVID-19 e outros). 

Para Felipe Prado, diretor da Sterilair, o purificar de ar já é uma tecnologia consolidada no Brasil e no mundo quando se projeta um ambiente mais saudável, seja nas residências ou nas empresas. “O laudo da Unicamp reforça, por sua vez, a importância ainda maior desse tipo de equipamento na saúde pública também no combate ao novo coronavírus”, comenta.  

“O esterilizador é um aparelho elétrico com eficácia comprovada na esterilização do ar e consequente eliminação de microrganismos, fungos (mofo e bolor) e ácaros, além de bactérias e vírus aéreos, que são responsáveis por grande parte das alergias, doenças e irritações respiratórias nos seres humanos”, explica Prado.

O executivo ressalta ainda que maioria desses microrganismos é prejudicial à saúde humana e que este aparelho é considerado pelos especialistas como um dos métodos mais eficazes para sua eliminação. “O esterilizador de ar pode ficar ligado 24 horas por dia, o ano inteiro, pois possui baixo consumo de energia. Também não requer manutenção, já que não há filtro ou refil a ser trocado. Pode ficar ligado em qualquer ambiente, inclusive no quarto de crianças”, conclui Prado.

Foto de Capa: Pixabay.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,