Liderança feminina: brasileira está a frente de empresa de caminhões nos EUA

Sophia Utnick, empresária brasileira, comenta sobre as dificuldades do cenário empresarial para mulheres empreendedoras

 

Por: Fabiano de Abreu

 

Motivada pela ideia de incentivar mulheres a se inserirem em um meio de trabalho frequentemente dominado por homens, a empresária brasileira Sophia Utnick montou uma nova empresa do ramo de caminhões nos Estados Unidos. “Queríamos ver mulheres à frente de algo que sempre foi dominado pelo sexo masculino. Então, decidi ganhar o meu espaço nesse mercado, mas estando dessa vez à frente de tudo”, explica.

Para Sophia, o empreendedorismo é algo natural, tendo como maiores fontes de inspiração seus próprios pais. “Antigamente, as mulheres tinham que trabalhar dobrado para mostrar o mesmo talento que os homens possuíam, hoje muitas coisas estão mudando,estamos conseguindo o nosso espaço”, afirma. Porém, a empresária reconhece que o ambiente empresarial é repleto de situações que dificultam o dia a dia das empreendedoras. “Várias vezes, na outra empresa , muitos outros empresários homens se recusaram a ter reunião comigo porque eu era mulher , mesmo eu dominando o assunto da reunião”, relata.

Atualmente, à frente da empresa, Sophia conta que os empresários que outrora a recusaram, ligam para fazer perguntas sobre processos de logística. “É gratificante ver o rosto dos homens quando chego em uma reunião, por eu e minha sócia sermos as únicas mulheres”, orgulha-se.

A história da brasileira já está, inclusive, servindo de inspiração para outras pessoas. “Teve um cliente da empresa que trouxe sua filha para uma reunião e perguntou se eu tinha tempo de contar para a menina um pouco da minha história nesse mundo dos caminhões. De acordo com ele, depois de ter visto a minha capacidade, ele está querendo deixar o cargo de responsável da empresa para a filha. Disse que eu o fiz sentir que hoje tem espaço para as mulheres em todos os lugares de trabalho”, conta.

Por isso, para quem deseja iniciar neste ramo, Sophia Utnick deseja que haja persistência e confiança. “Não será fácil, você irá se perguntar várias vezes se vale a pena. Mas, a minha dica é: não se subestime, porque uma mulher determinada, além de cuidar da família dela, gera meios para outras pessoas cuidarem da família deles também”, aconselha.

Foto da capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,