Lista de casamento

Acredito em que fazer a lista de convidados é a mais espinhosa de todas as tarefas quando o assunto é preparação para o casamento.

Geralmente as pessoas, principalmente as mulheres, gostam, fazem questão de ir a esse rito de passagem.

Os homens ocupam a outra extremidade:

– Com quem eu falo para agradecer por não ter sido convidado?

Infelizmente para os noivos, nem todos pensam assim, e entre um piscar de olhos e outro eles escutam:
– Vocês vão se casar? Não esqueçam de me convidar, quero comer do bolo.

E aí, pensando na dificuldade que é elaborar tal lista, de onde todo mundo parece querer fazer parte, vem à pauta a seguinte pergunta:

O que motiva uma criatura a convidar o ex-namorado para seu casamento?

Qual sentido para tal convite?

Esqueça qualquer possibilidade do namoro ter terminado tranquilamente e eles terem continuado uma amizade saudável.

Apesar de saber que pessoas civilizadas fazem isso com tranquilidade, ignore essa hipótese.

Vamos imaginar que o namoro terminou “daquele jeito”.

Sendo assim por que, anos depois, quando aparentemente ninguém mais se lembra de ninguém, o convite chega?

A criatura ressurge e, bem na hora de celebrar sua saída do mercado, quer que o ex participe da festa?

Qual pessoa cedeu seu lugar na lista para que ele pudesse receber o convite?

Já vi isso acontecer na literatura, no cinema no cinema e na vida real.

Na literatura e no cinema, o convidado foi e se divertiu horrores. Parecia dizer:

“Quem perdeu foi você.”

Na vida real, ignorou o convite solenemente.

A discrição é o melhor remédio para quase tudo.

Em todas as situações, ninguém foi capaz de desfazer minha dúvida:

Pra que chamar de volta quem já foi embora?

Já foi?

Então, tchau.

Vivian Antunes

Vivian Antunes

Vivi Antunes é ajuntadora de letrinhas e assim o faz às segundas, quartas e sextas no www.viviantunes.com.br
Categorias