Literatura resiliente, apesar da pandemia

O Grupo Literário A ILHA começa o ano literário com a nova edição da revista ESCRITORES DO BRASIL, mais um sucesso editorial das Edições A ILHA. A revista teve um intervalo por causa da pandemia,  pulamos um trimestre, mas como continuamos com as edições normais da revista SUPLEMENTO LITERÁRIO A ILHA, para não interromper o fluxo da produção dos escritores brasileiros, que continuam escrevendo apesar e até por causa da pandemia. E precisamos publicar, pois escritor só é escritor se for lido. Então, o ano literário começa com a colocação no ar, em fins de janeiro, de ESCRITORES DO BRASIL, a revista que tem se firmado como uma das mais importantes publicações literárias, lida em todo o mundo.

Pois pensávamos que o ano de 2021 se encaminhava para o seu final e com ele terminaria também a pandemia, para que pudéssemos voltar às nossas atividades normais, para que voltássemos a publicar as revistas do grupo A ILHA normalmente, mas não foi isso que aconteceu. Tivemos que pular uma edição desta revista, para que a outra, o Suplemento Literário A ILHA, 41 anos em circulação, pudesse continuar.

2021 foi muito complicado e no final dele apareceu uma nova variante da covid 19, a ômicron, e as coisas ficaram ainda mais difíceis. O contágio é muito  maior do que das outras variantes e rapidamente o mundo todo estava contaminado. Os novos casos aumentaram exponencialmente, as mortes também estão aumentando neste início de fevereiro e os hospitais voltam a ficar lotados, com as UTIs esgotadas. Com essa nova cepa, percebemos que o fato de não tomar a vacina é assumir um imenso risco, pois quase noventa por cento das pessoas mortas ou nas UTIs não tomaram a vacina ou só tomaram a primeira dose. Então a pandemia voltou a ficar mais grave, temos que voltar a tomar os cuidados básicos: usar máscaras, usar álcool, evitar aglomeramentos, porque muitas pessoas não tomaram a vacina, não acreditaram na vacina e agora vemos o resultado. Então precisamos ficar mais em casa, priorizar o distanciamento tanto quanto possível. E a arte, mais uma vez, será a nossa salvação. Podemos ficar mais em casa e ouvir música, ver filmes, ler livros. Sim, a arte nos ocupa e nos salva. Ler um bom livro ouvindo música é uma excelente forma de ocuparmos o nosso tempo. Escrever também. E a revista ESCRITORES DO BRASIL traz boa prosa e boa poesia para mantermos e adquirirmos o hábito da leitura.

Pois como já disse, nossos escritores continuam escrevendo e precisamos publicar, precisamos continuar a registrar na literatura a evolução (ou involução) deste nosso mundo, as mudanças que a pandemia provocou, o “novo normal” com o qual teremos que conviver. Escritores do Brasil é a revista que registra  o que os escritores brasileiros estão pensando atualmente, como estão vendo o mundo que se descortina a nossa frente, como estão sobrevivendo com este novo “normal” que não se define, como estão vendo as transformações pelas quais passamos e o que elas mudam em nós. Literatura é isso, é o registro da vida ao nosso redor e a revista do Grupo Literário A ILHA é espaço para que os escritores brasileiros registrem a sua cosmovisão e a transmitam aos leitores.

A revista está disponível em e-book na página do Grupo Literário A ILHA no facebook e no linke https://issuu.com/grupoliterarioailha/docs/escritores_do_brasil_alta_42311e60b72e8f .

 

Luiz Carlos Amorim

Coordenador do Grupo Literário A Ilha em SC, com 31 anos de atividades e editor das Edições A Ilha, que publicam a revista Suplemento Literário A Ilha e mais de 50 livros editados. Eleito Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes. Ocupante da cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras. Editor do portal ProsaA, Poesia & Cia. (Http://www.prosapoesiaecia.xpg.com.br ) e autor de 27 livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior.  Blog:  http://lcamorim.blogspot.com
Categorias

Deixe seu comentário