Mais de 20 unidades do Hemoba recebe candidatos a doação de sangue

Doação é a única maneira de os estoques sanguíneos se manterem estáveis. Para isso, procure uma unidade mais próxima e doe sangue

 

Por Gabriela Andrade/ Agência Brasil 61

 

Estão disponíveis mais de 20 unidades no estado da Bahia, fixas e móveis e postos de coleta itinerantes, para novos voluntários de doação de sangue. Quem doa regularmente, também pode procurar um desses locais e ajudar a salvar vidas. Além disso, todas essas localidades recebem candidatos para cadastro de doação de medula óssea.

Logo depois, o cadastro é repassado para o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome), do Instituto Nacional do Câncer (Inca), órgão nacional responsável pelo gerenciamento das informações do doador e do paciente. Caso haja compatibilidade, o Redome entrará em contato com o doador para retirada das células.

Coordenação estadual

O diretor do Hemoba Fernando Araújo disse que os estoques precisam estar sempre em segurança, principalmente nesse momento de pandemia que modificou toda a medicina transfusional. “A importância da doação de sangue nesse momento de pandemia  modifica todo o formato e a trajetória da nossa medicina transfusional e exige que a gente tenha os estoques sempre seguros”, afirma.

Atendimento regional

O hemocentro regional, localizado em Barreiras, atende a outros seis municípios. Entre eles estão: Baianópolis, Catolândia, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves e São Desidério. A unidade fica na Rua Paulo Afonso, sem número, em  Barreirinhas ao lado do Hospital Municipal Eurico Dutra e o telefone para ligar é (77) 3613-3799.

Já na Unidade de Coleta e Transfusão em  Alagoinhas está mais próxima de oito municípios,  como Aporá, Araçás, Aramari, Crisópolis e Rio Real. A unidade fica na Rua Professor Maurício Pereira Teles, número 485, próxima à Plasbom Embalagens. O telefone para contato é (75) 3422-2042.

Quem mora em Caraíbas, Cordeiros, Piripá ou Presidente Jânio Quadros ou em outros nove municípios, pode procurar a Unidade de Coleta e Transfusão de Brumado, cujo endereço é na Rua Manoel Fernandes dos Santos, número 87, Jardim Brasil. O telefone é  (77) 3441-1363.

Residentes em Feira de Santana, Água Fria, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe ou em outros 19 municípios, podem procurar a Unidade de Coleta e Transfusão de Feira de Santana, no endereço Avenida Eduardo Fróes da Mota, sem número, ao lado do Hospital Clériston Andrade. O telefone é  (75) 3614-1556.

Eles se tornaram irmãos

Alan Fraga França, 31, teve a oportunidade de ser chamado para doar medula óssea e também de saber quem foi o seu receptor. Ele aceitou dar a entrevista ao portal Brasil61, que procurou o personagem de forma independente. Morador do Conjunto Pirajá, na Bahia, o vigilante diz que o procedimento não dói. Além de medula, Alan também foi chamado para doar outros materiais. “Sou doador regular de sangue há mais de 13 anos; de plaquetas comecei a doar há três”, conta. Carinhosamente chamado por ele de irmão, Alan ainda não teve oportunidade de conhecer Rodrigo Kovacs, de 40 anos, pessoalmente por causa da pandemia.

O administrador Rodrigo Kovacs teve um linfoma no mediastino e está em remissão há quatro anos. A reportagem do portal Brasil61 também o procurou de forma independente. Na época, ele precisou de alguém compatível para doação de medula e, assim, salvar a vida dele. “A experiência de ter recebido a medula do Alan foi única, porque eu passei pela vida e pela morte, foram vários dias de UTI. Eu disse a mim mesmo que viveria para contar a minha história. A única coisa que falta é conhecer o Alan pessoalmente, meu novo irmão. Tenho muita gratidão por ele e por estar vivo”, reafirma.

Doação de sangue

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, garante que doar sangue é possível graças ao SUS. “Vamos aproveitar essa oportunidade para reafirmar não só as ações de enfrentamento à pandemia, mas também a necessidade contínua de cumprir o preceito constitucional da saúde como direito fundamental. O sangue, ao longo do tempo, simboliza a vida. E, nesse sentido, é importante a doação regular. Doe sangue regularmente. Coom a nossa união, a vida se completa.”

E quem vacinou contra a Covid-19 pode doar sangue?

Após a vacinação, é preciso aguardar um período para poder doar sangue e medula, de acordo com o tipo de vacina, conforme quadro abaixo:

Laboratório Inaptidão para doação de sangue
Coronavac 48 horas
AstraZeneca/Oxford/Fiocruz 7 dias
BioNTech/Fosun Pharma/Pfizer 7 dias
Janssen-Cilag 7 dias
Gamaleya National Center 7 dias

Fonte: Ministério da Saúde

Onde doar sangue ou se cadastrar para doar medula óssea na Bahia

Além dos hemocentros regionais, os voluntários à doação de sangue e interessados em se candidatar para doar medula óssea no estado podem procurar as unidades de coleta e transfusão que ficam nos municípios de Feira de Santana, Brumado, Alagoinhas entre outras.Para saber mais informações sobre endereços e horários de funcionamento das unidades, veja o mapa abaixo:

Critérios para doação de sangue e medula óssea

De acordo com a Coordenação-Geral de Sangue e Derivados do Ministério da Saúde, o procedimento para doação de sangue é simples. Primeiro se faz o cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta de sangue e depois o lanche. Isso tudo leva em média 40 minutos.

Vale lembrar que até mesmo quem foi infectado pelo coronavírus pode doar sangue e medula óssea. No entanto, é necessário aguardar 30 dias após completa recuperação da doença. Quem teve contato com pessoas infectadas também precisa esperar 14 dias para poder fazer a doação, apresentando RT-PCR negativo e ausência de sintomas. Já os vacinados devem esperar o tempo de imunização, que vai depender da marca do imunizante.

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade e pesar no mínimo 50 quilos. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com intervalo de três meses entre as doações. Já os homens podem doar até quatro, com intervalo de dois meses entre as doações. A doação é voluntária e uma bolsa de apenas 450mL de sangue pode ajudar até quatro pessoas.

Candidatos à doação de medula óssea devem ter entre 18 e 35 anos, estar em bom estado de saúde e não apresentar doença infecciosa ou incapacitante. Segundo o Redome, algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

Doar sangue e medula é seguro! Com a pandemia, todos os protocolos de contenção contra a Covid-19 estão sendo realizados. No dia da doação, será preciso apresentar documento de identificação com foto. Para saber onde doar sangue ou se cadastrar para doar medula óssea, acesse saude.ba.gov.br/hemoba.
Acesse as unidades da Hemorrede para saber onde doar sangue ou se cadastrar para doar medula óssea , clique aqui.

Fonte: Brasil 61

Foto de Capa: Rovena Rosa/Agência Brasil.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,