Minuto Unicef: Como limpar e desinfectar corretamente o ambiente escolar?

Coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, Marta Litwinczik, explica a diferença entre limpeza e desinfecção, e como realizá-las

 

Por Paloma Custódio/Agência Brasil 61

 

As aulas estão de volta, seja a distância ou presencial. Nessa volta às aulas é preciso seguir as novas regras para proteger todos contra o coronavírus. Na escola, é fundamental manter a higienização e a desinfecção dos ambientes. Mas você sabe como elas devem ser feitas?  Marta Litwinczik, coordenadora de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF no Brasil, explica.

“É importante fazer primeiro a limpeza, depois a desinfecção. A limpeza tem como objetivo retirar a parte física: a poeira e o papel que ficou em cima da mesa. É necessário fazer a limpeza, com todo o equipamento de higiene: rodos, baldes, buchas e panos limpos. Utilizar os materiais de limpeza nas cadeiras, no chão, nas janelas, nas maçanetas, nos locais onde há mais contato das pessoas com a superfície. A segunda etapa que realmente vai desinfectar; eliminar a substância contaminante. Essa parte tem que ser feita com água sanitária, com a diluição adequada.”

Marta Litwinczik orienta que o processo seja feito, no mínimo, uma vez por turno escolar, em todos os ambientes da escola: salas de aula, pátio, áreas de uso coletivo e locais onde fica a equipe de trabalho.

O fechamento das escolas deve ser sempre a última opção. Caso elas tenham que ser fechadas, devem ser as primeiras a reabrir assim que a situação epidemiológica permitir.

Nessa volta às aulas, cada um faz a sua parte. Use máscara, lave sempre as mãos, mantenha a distância e siga as orientações da escola. Saiba mais em unicef.org.br.

Foto de Capa: Agência Pará.

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,