MP que permite a desestatização da Eletrobras é aprovada pelo Senado

Texto volta à Câmara para nova votação e precisa de aprovação final até dia 22

Por: Larissa Lago/ Brasil61

A medida provisória que permite a desestatização da Eletrobras é aprovada pelo Senado. O texto já havia sido aprovado e modificado pelos deputados federais. Mas como os senadores alteraram o texto, ele terá de voltar à Câmara dos Deputados para nova votação.

Após nove horas de debate, a MP recebeu 42 votos favoráveis, um a mais do que o mínimo necessário para a aprovação, e 37 contrários. Para o relator do projeto, senador Marcos Rogério (DEM-RO), a aprovação dessa medida provisória fortalecerá a Eletrobras e ao mesmo tempo manterá a União como um ator importante na gestão do setor elétrico.

Em contrapartida, os senadores contrários à MP reiteraram que ela compromete a soberania nacional, ao tirar do controle do Estado a empresa que é a maior produtora e distribuidora de energia do país. A medida precisa da aprovação final do Congresso até a próxima terça-feira (22), quando perde a validade.

Foto de capa: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,