Skip to content
77 3441-7081 — [email protected]

Mudanças, nada mais.

 

Mais uma vez, ficamos na expectativa das mudanças anunciadas em véspera de eleições.

O roteiro é sempre o mesmo, com um bando de candidatos anunciando suas façanhas pós-eleição.

De fato, constatamos algumas mudanças no modus operandi das campanhas, mais silenciosas, menos gananciosas.

Uma verdadeira corrida em busca de um emprego, onde cada um de nós, eleitores, somos os entrevistadores e contratadores dos candidatos que irão faturar durante 04 anos, sem direito a demissão, os recursos oriundos dos impostos que pagamos.

Se elegemos um bom candidato, fizemos um bom negócio contratando um bom trabalhador por esse período, agora se o sujeito for um incompetente, mal caráter, desonesto, preguiçoso, perdulário, vamos aguentar e bancar o pagamento durante 04 anos, pois não poderemos demiti-lo, embora alguns países funcionam de forma diferente, e se há negligencia ou incompetência, o povo o demite através plebiscito, antes do final do mandato. Assim deveria ser aqui também.

Certamente iriamos disciplinar e responsabilizar essa classe política, com leis mais rigorosas e uma fiscalização popular com direito a admitir e demitir.

Mas, após todos esses episódios com escândalos vergonhosos, e casos de corrupção na política brasileira, acontecendo punições comprovadas e envolvendo figuras antes resguardadas pelo poder, acreditamos num novo rumo da administração pública que, certamente irá frear aqueles que forem assumir seus cargos públicos pensando em se dar bem, por caminhos tortuosos e fraudulentos.

A população está atenta e vigilante afinal estamos vivendo uma época de muitas dificuldades para todos os trabalhadores e ninguém mais aceita ver políticos enchendo os bolsos com o dinheiro do povo.

Portanto, desejamos boas-vindas aos novos eleitos, mas fazendo um alerta para que cumpram com suas obrigações honestamente, sob pena de responderem severamente e punidos pela lei e pela população. 

José Afonso Baltazar da Silveira

Professor da UESB, ex presidente da CERB, produtor rural.

Categorias
Scroll To Top