Mulheres agricultoras familiares são destaque no Rural Produtivo

Por Ascom/CAR

Neste sábado (6), o Rural Produtivo conta histórias de mulheres agricultoras que construíram sua autonomia com a organização coletiva na agricultura familiar. Em Irará, os destaques são para Dona Dida, que produz o beiju nutritivo, e Dona Madalena e sua família, que fundaram uma fábrica de bolachinhas de mandioca. Na comunidade quilombola Matinha, em Feira de Santana, mulheres organizaram um grupo de produtoras de polpa de frutas. E ainda uma receita do famoso choripan com toque do sertão baiano. O programa vai ao ar sempre aos sábados, às 14h, com horário alternativo na segunda-feira (30), às 6h30, e na quinta-feira (3), às 20h.

Em Irará, a mandioca é o principal cultivo de valor econômico. E são as mulheres do município que têm tradição secular no cultivo da raiz e também na produção de alimentos variados como beiju seco, beiju molhado, bolachinha de goma, farinha de mandioca, farinha de tapioca fécula, puba, biscoitos de goma e sequilho. A equipe do Rural produtivo conversou com Dona Adriana Ferreira, mais conhecida como tia Dida, uma lavradora que deixou a lida na roça e passou a fazer beiju colorido com diferencial nutritivo na receita, incluindo goiaba, cenoura e até beterraba.
O programa ainda mostra como é o trabalho para impulsionar a autonomia econômica de mulheres do campo a partir da assistência técnica rural – ATER Mulheres. Na comunidade Candeal Moura, em Irará, onde a família de Madalena Moreira antes plantava mandioca e agora, depois da minifábrica de biscoitos de goma, está colhendo autonomia e qualidade de vida.
E na comunidade da Matinha, em Feira de Santana, uma experiência de empreendimento solidário é formada por mulheres quilombolas que fazem o beneficiamento de frutas, integrando a comunidade rural na cadeia produtiva da fruticultura para produção de polpas de frutas. Além da geração de trabalho e renda em uma organização coletiva, a assistência técnica do Bahia Produtiva para mulheres, ao lado dos projetos de extensão da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, contribui para que as trabalhadoras rurais tenham acesso a uma formação que respeita a história e a identidade feminina do meio rural.
Neste episódio, a chef de cozinha Bruna Moreira preparou o choripan com toque do sertão. Linguiça caprina e o molho chimichurri com produtos da agricultura familiar estão entre os ingredientes. E, para finalizar, samba de roda com o grupo Olhos D´Água de Irará.
O Rural Produtivo é resultado de uma parceria da TVE com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e pode ser assistido também no site da emissora, no Youtube e no Facebook.

 

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias ,