Natal: A comemoração pode ser inclusiva com múltiplas religiões?

Alinhada a laicidade do estado, Escola em São Paulo promove atividades que reúnem diversas crenças religiosas

Por: Jennifer da Silva

O Natal é uma das mais importantes datas festivas do cristianismo, sendo celebrado anualmente no dia 25 de dezembro. Nessa festa, os cristãos comemoram o nascimento de Jesus Cristo, evento que aconteceu em Belém, na Palestina. Em outras religiões essa data também é comemorada – mas com um significado diferente. Embora sejam significações divergentes, a mensagem da data é a mesma: amor ao próximo e união. 

 

Lucas de Briquez, Diretor Administrativo da Teia Multicultural e CEO da Asas Educação, explica um pouco das múltiplas interpretações de religiões que rodeiam a data: “em um mundo repleto de diversidade religiosa, há também diversas interpretações sobre o Natal. Na umbanda, por exemplo, a data também é lembrada como o nascimento de Oxalá. No hinduísmo, é vista como o nascimento de mais uma manifestação de Vishnu, um dos principais deuses hindus”, pontua. 

 

No judaísmo, em dezembro é comemorado o Chanucá, que começa após o pôr do sol do dia 24 de dezembro. A festividade dura 8 dias, onde é celebrada a vitória da luz sobre a escuridão. Segundo Lucas de Briquez, no último mês do ano, a Escola Teia Multicultural promove atividades que mostram aos alunos as múltiplas interpretações religiosas sobre o mês. O contato com múltiplas culturas permite aos alunos ampliar sua visão sobre a diversidade religiosa e cultural que existe no mundo e também promove o respeito às diferenças. 

 

“Não podemos esquecer que vivemos em um país cujo Estado é laico, ou seja: há garantia de liberdade religiosa para todos. Portanto, dentro do ambiente de ensino, é fundamental que todos os alunos – independente de crença, se sintam incluídos” declara Georgya Corrêa, Idealizadora e Diretora Pedagógica da Teia Multicultural e Diretora Pedagógica da Asas Educação.

Somos uma escola que atende alunos desde o berçário até o último ano do ensino médio, abrangendo então, todos os segmentos educacionais. Iniciamos em 2020 nosso projeto Teia We, onde atenderemos jovens que passarão por um processo de autodescoberta em busca de sua adequação ao mundo adulto. Também oferecemos processos de formação para professores e estamos desenvolvendo uma linha de cursos para mães e pais.

Como aplicamos nossas práticas pedagógicas?

Desenvolvemos uma técnica na qual, em nossos planejamentos semestrais, criamos diferentes projetos artísticos e vinculamos os conteúdos da BNCC ao seu desenvolvimento (seja em sua produção ou investigação da temática proposta). Todos os nossos educadores passam por um processo próprio de formação, onde aprendem a sistematizar esses projetos e aplicá-los dentro de nossa abordagem, tendo acompanhamento semanal da coordenação e direção em nossas reuniões pedagógicas.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,