Nova sequência genética do vírus Zika encontrada no país pode causar nova epidemia

Pesquisadores da Fiocruz Bahia encontraram, pela primeira, linhagem africana do vírus

 

Por Paulo Oliveira/ Agência Brasil 61

 

Pesquisadores da Fiocruz Bahia detectaram, pela primeira vez, uma linhagem africana do vírus Zika no Brasil. Segundo eles, a nova sequência genética tem potencial de ocasionar uma nova epidemia da doença no país.

De acordo com Artur Queiroz, um dos líderes do estudo, duas informações indicam que a linhagem esteve presente no país em 2019: a sequência genética foi encontrada no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul, estados distantes entre si; e os hospedeiros que abrigavam os vírus eram diferentes: um é um mosquito que possui semelhanças com o Aedes Aegypti e outro hospedeiro é uma espécie de macaco.

O vírus Zika possui duas linhagens, a asiática e africana. Desde 2015, a Fiocruz  Bahia monitora  a circulação do vírus no Brasil e nunca havia encontrado sequências genéticas africanas. A grande preocupação dos pesquisadores é que os brasileiros não possuem anticorpos para esse tipo de linhagem.

 

Foto de Capa: Divulgação/ Fiocruz.

Jornal do Sudoeste

Categorias ,