Operação “Paz no Trânsito” reúne ações de fiscalização e combate ao crime

Por Ascom Detran

 

Em uma reunião entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Polícia Militar, nesta semana, as instituições discutiram estratégias para novas ações conjuntas na operação “Paz no Trânsito”. O Detran fiscaliza condutores e veículos para garantir o cumprimento das regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e identificar carros roubados ou clonados. A PM atua na segurança preventiva de combate à criminalidade, com foco no tráfico de drogas, porte irregular de armas e foragidos da Justiça.
A operação acontece em Salvador e municípios do interior do estado, com blitzes de alcoolemia e abordagens policiais. Um dos municípios alcançados é Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano, onde tem havido uma resistência isolada à fiscalização no trânsito.
O Detran esclarece que tem o dever legal de fazer cumprir a legislação, conferindo a documentação do motorista e do veículo. Carteira de habilitação e licenciamento em dia e o bom estado do carro ou da moto garantem a liberação de quem é parado na blitz. Caso contrário, o órgão de trânsito é obrigado a aplicar as notificações e, em alguns casos, remover o veículo.
Para facilitar a vida do cidadão, o Detran permite que os débitos referentes ao licenciamento sejam pagos durante a ocorrência da blitz, evitando a remoção do veículo para o pátio do órgão. Como o documento não é mais de porte obrigatório, o agente de trânsito pode fazer a consulta da regularização do licenciamento pela internet.
Segundo o comando da operação “Paz no Trânsito”, o objetivo do Governo do Estado é garantir a segurança viária e, consequentemente, reduzir o número de acidentes, além de impedir que criminosos circulem livremente. No São João, o Detran e a PM vão reforçar as ações nas saídas de Salvador e nos acessos aos destinos juninos mais procurados no interior.

Jornal do Sudoeste

Categorias