77 3441-7081 — [email protected]

Para Luciano Ribeiro o arquivamento da CPI fere de morte um instrumento democrático

O deputado Luciano Ribeiro protestou contra o arquivamento da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Centro de Convenções, alegando que o ato “fere de morte um instrumento democrático já que não é observada a proporcionalidade. Se o governo tem a presidência e a relatoria há um desrespeito e inviabiliza o trabalho de investigação”. Para o deputado, a CPI é um instrumento consagrado das minorias, tanto é que a Oposição é quem a provoca. “Eles têm que entender isso, quem não respeita a minoria, não respeita ninguém. Estão correndo de forma assustadora dessa CPI e agora ela ficou muito mais interessante”, frisou Ribeiro, refutando o relato do líder do governo, Zé Neto (PT-BA), em dizer que para a Oposição instaurar uma CPI, teria que ganhar a eleição.

 

Redacão Jornal do Sudoeste

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.
Categorias