Pesquisa Covid-19: 32 Municípios afirmam problemas com vacinas vencidas

Por Agência CNM de Notícias

A Agência CNM corrigiu a informação de que apenas nove Municípios tiveram problemas com vacinas vencidas. No total, 32 cidades receberam algum lote vencido. Nove foi a quantidade de prefeituras em que doses do imunizante, após o armazenamento, passaram da data de validade. O erro foi apenas na reportagem, não houve nenhuma alteração nos dados da pesquisa.

A aplicação de vacinas com a data de validade vencida não ocorreu em 96,5% Municípios que participaram da nova pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre a Covid-19 – equivalente a 2.621 cidades. Nesta semana, foram ouvidos 2.715 gestores, o que representa 48,8% do total de prefeituras do país. Dentre as perguntas, a polêmica da aplicação de imunizantes fora da validade foi confirmada por 1,3% dos pesquisados, ou seja, 32 Municípios.

Outra novidade da 16ª edição do levantamento, feito entre os dias 5 e 8 de julho, é a possibilidade de escolha de vacinas por parte da população. Em 68,5% dos Municípios entrevistados, a escolha pelo tipo da vacina é uma prática comum, são ao todo 1.860 cidades onde a população está tendo este comportamento, em 20,2% não está ocorrendo isto. Além disso, a vacina da Janssen já foi distribuída para 89,4% dos Municípios, ela difere das demais por ser aplicada em uma única dose.

Em relação ao aumento de casos, 16,4% dos pesquisados declararam que houve aumento do número de pessoas infectadas; 34% se manteve no mesmo patamar; e 43,5% houve redução de positivados. Pela quarta vez consecutiva, a pesquisa aponta a manutenção de novos infectados em níveis altos. O crescimento de casos continua concentrado nos Municípios de pequenos e grandes, com 17% e 10% do total.

Mortes
Enquanto 22,7% das localidades participantes da pesquisa afirma que o número de mortes se manteve estável e 16,9% sugere uma diminuição, em 46,3% dos Municípios pesquisados não houve nenhum óbito de Covid-19 esta semana. Contudo, 12,7% têm a ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) com ocupação acima de 95%; 14,8% está com a capacidade de lotação em 90%; 16,7% acima de 80%; 25,3% das cidades estão 60% e 80%; e apenas 15,9% estão com os leitos abaixo de 60% de ocupação.

Houve redução na quantidade de Municípios com risco de ficar sem os medicamentos do “kit intubação”, 9,8% dos Municípios podem ficar sem condições de atender aos pacientes em estado grave. Medidas de isolamento social, como fechamento de serviços não essenciais e outras ações, ainda estão sendo adotadas por 72,4% dos Municípios nesta semana.

Vacinas
Mais de 450 Municípios ficaram sem vacinas nos últimos dias – 96,5% ficaram sem a primeira dose dos imunizantes e 13,8% tiveram problema para completar o esquema vacinal. Faltou imunizante para a segunda dose da Butantan/Coronavac em 71,2% dos Municípios, em 65,2% faltou a da Fiocruz/Astrazeneca e em 31,8% faltou a Pfizer. Mas, em 80,8% dos Municípios pesquisados a imunização se manteve normalmente.

Segundo a pesquisa, 99,3% dos Municípios iniciaram a vacinação dos grupos abaixo de 60 anos sem comorbidades, e em apenas 0,5% ainda não se iniciou. Esta semana, 34,8% dos respondentes já imunizaram pessoas entre 40 a 44 anos. A vacinação entre 35 e 39 anos segue em 23,3% dos Municípios; entre 45 e 49 anos em 19,4%; e abaixo dessa da faixa de 35 anos em cerca de 11%.

Acesse a pesquisa AQUI

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,