77 3441-7081 — [email protected]

Precisamos falar de saúde masculina!

Empresas investem em programas de saúde para incentivar rotina saudável, melhorar qualidade de vida da população masculina e reduzir índices de doenças graves

 

Por  Pipah Comunicação

 

Novembro é considerado o mês de conscientização do câncer de próstata, considerado o segundo tipo de câncer mais prevalente entre os brasileiros. Estimativas do INCA – Instituto Nacional do Câncer – apontam 68.220 novos casos da doença neste ano. Mas, não é apenas os casos de câncer de próstata que precisam de atenção. Em geral, a saúde ainda muito negligenciada quando se fala em prevenção.

Dados da Sharecare Brasil apontam que a alimentação inadequada (80%), seguida de atividade física em excesso (34%) e eventos estressantes (21%) são os principais vilões dos homens quando o assunto são hábitos de risco. Outro dado preocupante, somente 35% dos usuários da Plataforma Sharecare buscaram realizar o exame de câncer colorretal, já quando apresentavam algum risco.

Por isso, muitas empresas passaram a investir em informação e em programas de saúde para melhorar a qualidade de vida da sua população e reduzir índice de doenças.  Um dos programas oferecidos pela Sharecare neste sentido, é o de coaching preventivo, que provê por meio do acompanhamento telefônico, dicas de saúde por e-mail, SMS e plataformaSharecare, orientação aos usuários, estimulando a mudança de comportamento, manutenção dos resultados e o esclarecimento de dúvidas sobre saúde e bem-estar. Desta forma, os participantes podem ter apoio constante para reconhecer e atuar sobre os fatores de risco por meio de ferramentas e alertas personalizados.

“Um dos principais desafios das empresas é engajar verdadeiramente as pessoas a criarem hábitos mais saudáveis. Normalmente uma atitude real de mudança só acontece quando há uma situação limite que o leve a novas escolhas. E o que as empresas precisam fazer para mudar este cenário é criar um ambiente favorável para essa mudança. E é isso, o que nós da Sharecare nos propomos,  ajudar empresas e pessoas a criar uma rotina saudável todos os dias, usando conhecimento e tecnologia para isso”, explica Dra. Ana Cláudia Pinto, médica endocrinologista e diretora de Produtos e Soluções Digitais da Sharecare Brasil.

Prevenção sempre!

A plataforma Sharecare disponibiliza diariamente uma série de informações científicas com alertas para cuidados sobre a saúde e dicas para o bem-estar. Listamos abaixo alguns sinais e sintomas aparentemente inofensivos que podem indicar risco de câncer. Fique atento para eles:

  • Perda de peso não intencional

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia, um dos sinais de câncer pode ser um emagrecimento sem motivo aparente. Parte desta perda de peso pode derivar de redução muscular e fraqueza do corpo que está tentando combater a doença. Isso tende a ser mais indicativo de cânceres pancreáticos e do esôfago.

  • Mudanças nas fezes

Diarreia, constipação, mudanças no tamanho e estreitamento das fezes. Todos são sintomas que devem ser investigados. Outro sinal é a presença de sangue. Embora esses sinais possam indicar outros problemas intestinais, eles também podem apontar para o início de um câncer de cólon.

  • Febre

Um episódio de febre é muitas vezes a resposta natural do corpo a uma infecção ou enfermidade. Embora raramente um episódio isolado indique câncer, a recorrência da febre é muito comum em pacientes com a doença, especialmente se for um câncer que ataca o sistema imunológico.

Os médicos não sabem ao certo por que alguns cânceres causam febre e outros não. Acredita-se que ela seja causada pelas toxinas que existem no tumor. A febre pode surgir todos os dias ou você pode passar semanas sem ela. Além disso, ela também pode aparecer com suoresnoturnos.

Quando relacionada ao câncer, pode ser um sinal inicial de cânceres hematológicos, como leucemia ou linfomas.

  • Tosse persistente

Durante a temporada de gripes e resfriados, uma tosse persistente pode parecer normal, mas se você não apresentar nenhum outro sintoma, é preciso investigar.

Outro sinal preocupante pode ser a utilização de medicamentos e nenhum efeito, ou ainda uma tosse acompanhada de sangue. Uma tosse de longa duração ou inflamação da garganta pode ser, por exemplo, um indicador de câncer de pulmão.

  • Dor ou incômodo sem explicação

Dor geralmente é um sinal de que algo está errado com o corpo, e isso pode significar várias coisas. Mas uma dor que não passa, mesmo sendo tratada com medicamentos, pode também ser um sinal de câncer. Por exemplo, dores de cabeça contínuas podem ser causadas por um tumor cerebral, enquanto dores consistentes nas costas podem ser um sinal de câncer de cólon, reto ou ovário.

  • Fadiga

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia fadiga também pode ser um indicador clínico do câncer, porém não isoladamente. Uma fadiga ou exaustão extrema que não melhora com descanso é um dos sintomas de câncer mais comuns. Nos cânceres de cólon ou estômago, essa exaustão pode derivar da perda de sangue que não é notada. Outros sinais de fadiga relacionada à doença incluem cansaço extremo para realizar as atividades do dia a dia, dificuldade de concentração e sensação de fraqueza, irritação e tristeza.

Facebook: https://www.facebook.com/SharecareBr/

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/sharecarebr/

Instagram: https://www.instagram.com/sharecarebr/

Site: https://sharecare.com.br/

Jornal do Sudoeste

Categorias