Prefeitura de Vitória da Conquista atualiza a situação no município

Por Redação

A Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, através da Secretaria Municipal de Comunicação Social, distribui nota à imprensa, no final da manhã deste domingo (26), informações atualizando a situação do município depois de mais de quarenta e oito horas de chuvas fortes e sem interrupção.

Segundo dados oficiais da força tarefa montada pela prefeita Ana Sheila Lemos Andrade (DEM), que envolve toda a estrutura da Administração Municipal, e está atuando com apoio do Governo Federal (Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, vinculado ao Ministério da Integração Nacional); Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Segurança Pública da Bahia (Polícia Militar da Bahia, por meio do Comando de Policiamento da Região Sudoeste, da Rondas Especiais (Rondesp) e da Companhia Independente de Policia Militar Rodoviária (CIPRv/Brumado) e Corpo de Bombeiros Militar), do Clube do Jeep Conquista, além de empresas e entidades do setor privado, até as 11h deste domingo, haviam sido identificados sete pontos críticos no município: Povoados de Caiçara, Choça e Itapirema; Loteamento Chácaras do Guarani: Distrito do Pradoso, e os Bairros Campinhos e Lagoa das Flores. Em todas essas localidades há registros de alagamentos ou inundações e existe o risco de famílias ficarem desabrigadas.

De acordo com a nota da Secretaria Municipal de Comunicação Social, a força tarefa está, desde o sábado (25), monitorando em tempo real a situação e já promoveu as adaptações necessárias em prédios públicos e disponibilizou pessoal, que estão servindo de abrigo para as famílias desalojadas ou desabrigadas. Tendo em vista o grande número de barragens existentes na zona rural, a Defesa Civil já iniciou um trabalho preventivo para tentar evitar o rompimento e o convencimento de famílias para que deixem as áreas de risco.

Atendimento

Nos locais com maior incidência de alagamentos, Lagoa das Flores, Campinhos, Jardim Valéria, Povoados de Itapirema, Caiçara, Choça e sede do Distrito de Pradoso, a Prefeitura Municipal montou abrigos para atender às famílias desalojadas ou desabrigadas.

Segundo a Defesa Civil, reforça a Secretaria Municipal de Comunicação, até as 11h deste domingo, 50 famílias – cerca de duzentas pessoas – estavam sendo atendidas nos abrigos montados na Lagoa das Flores, Campinhos e Itapirema.

Áreas atingidas

Até as 11 h do deste domingo a força tarefa montada pelo Governo Municipal já havia registrado o rompimento de barragens no Distrito de Iguá e na Lagoa do Mulatinho (Distrito de José Gonçalves). Também foram registrados o comprometimento da estrutura e o desabamento parcial de casas no Povoado do Choça. Não houve registro de feridos, nem constatados maiores prejuízos para as localidades nas proximidades.

Ainda há risco de rompimento em duas barragens no Distrito de José Gonçalves (Roseira/Cinzoca) e na Fazenda Boa Sorte.

Outra barragem que oferece risco de rompimento, que está sendo monitorada, é a existente na Fazendo Beija Flor, às margens da BR-263. A situação desta barragem é preocupante, considerando que seu rompimento poderá aumentar o volume – que já está acima do normal – dos Rios Pardo e verruga, causando graves problemas para áreas rurais do município e atingirá, também, o município de Itambé.

Relação de vias interditadas da nossa região

 As fortes chuvas que atingem Vitória da Conquista e sua macrorregião, além de danos em estradas vicinais, já causaram a interdição de quatro trechos rodoviários. Segundo as Polícia Militar Rodoviária da Bahia e Polícia Rodoviária Federal, em razão de diversos pontos de alagamento e queda de barreiras, que impedem a passagem de veículos ou podem comprometer a segurança dos usuários, estão interditados trechos da  BA-263, entre Vitória da Conquista e Itambé (totalmente interditada); BA-262, entre Poções e Nova Canaã (parcialmente interditada); BA-646, entre Barrado Choça e Caatiba (totalmente interditada), e a BR-330, no KM 792, em Jequié (totalmente interditada).

Precipitação pluviométrica

De acordo com dados da Defesa Civil Municipal, nos últimos 29 dias, entre 27 de novembro e 25 de dezembro, a precipitação pluviométrica em Vitória da Conquista foi de 370,92 mm.

Ainda segundo a Defesa Civil Municipal, a média histórica de Vitória da Conquista para o mês de dezembro é de 140 mm. Neste mês de dezembro, a maior precipitação pluviométrica no município foi registrada no Distrito de José Gonçalves, superior a 800 mm.

Redacão Jornal do Sudoeste

Desde seu lançamento, o JS vem revolucionando a imprensa regional. Foi e continua sendo pioneiro na adoção de cores em todas as suas páginas e no lançamento de suplementos especiais que extrapolam o simples apelo comercial, envolvendo a comunidade em reflexões sobre temas de interesse geral por ocasião do Natal e dos aniversários de emancipação de municípios da sua área de abrangência de circulação.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,