Prêmio ANA 2023 recebe inscrições das melhores ideias para cuidar das águas e do saneamento básico no Brasil

Inscrições vão até 22 de março de 2023 e podem ser realizadas pelo hotsite da premiação para 10 categorias

Por: ASCOM/ANA 

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) lança nesta segunda-feira, 19 de dezembro, o Prêmio ANA 2023: as melhores ideias para cuidar das águas e do saneamento básico no Brasil. Nesta data também é celebrado o aniversário de 22 anos de Agência. As inscrições podem ser realizadas gratuitamente pelo hotsite premio.ana.gov.br até 22 de março de 2023 para 10 categorias: Governo; Empresas de Micro ou de Pequeno Porte; Empresas de Médio ou de Grande Porte; Organizações Civis; Educação – Ensino Fundamental, Médio e Educação não Formal; Educação – Ensino Superior e Pesquisa; Comunicação – Mídia Audiovisual; Comunicação – Mídia Impressa ou Sonora; e Entidades Reguladoras Infranacionais do Setor de Saneamento Básico.

Os vencedores ganharão o Troféu Prêmio ANA e poderão utilizar em seus materiais de divulgação o “Selo Prêmio ANA: Vencedor”. Os três finalistas de cada categoria terão o direito ao uso do “Selo Prêmio ANA: Finalista”, além de

compor o Banco de Projetos do Prêmio ANA. Uma novidade desta edição é que projetos que não forem finalistas ou vencedores, mas que se destacaram por contribuir para os objetivos da premiação, também poderão compor o Banco de Projetos, a partir da avaliação da Comissão Organizadora.

Em sua 8ª edição, o Prêmio ANA 2023 tem o objetivo de reconhecer o mérito de iniciativas que se destaquem pela excelência de sua contribuição para a promoção da segurança hídrica, da gestão e do uso sustentável dos recursos hídricos, e para soluções voltadas à melhoria e ampliação dos serviços públicos de saneamento básico, visando ao desenvolvimento sustentável do Brasil.

Com relação às categorias, o Prêmio ANA 2023 apresenta algumas mudanças em relação à última edição, realizada em 2020. Para contemplar as iniciativas voltadas à regulação do saneamento básico, foi criada a categoria Entidades Reguladoras Infranacionais do Setor de Saneamento Básico. Já a categoria Educação foi dividida em duas: uma voltada para estudantes e profissionais de instituições de ensino fundamental e médio, além de instituições de ensino não formal; e outra para estudantes e profissionais dedicados à produção científica e tecnológica de instituições de ensino superior, absorvendo a categoria de Pesquisa e Inovação Tecnológica da edição anterior.

A categoria Comunicação foi segmentada em Mídia Audiovisual, voltada para jornalistas e produtores de conteúdos de emissoras de TV e de canais audiovisuais veiculados via internet; e Mídia Impressa ou Sonora, direcionada a jornalistas e produtores de conteúdos em texto ou em áudio, veiculados em plataformas analógicas ou digitais, como jornais, revistas, sites, rádios e canais de podcast. Nos dois casos, a veiculação do material de comunicação deve ter sido realizada entre 15 de agosto de 2020 até o encerramento das inscrições desta edição da premiação.

Já a categoria Organismos de Bacias assimilou a categoria Entes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH), da edição anterior, e ficou mais abrangente. Agora ela é direcionada aos órgãos e entidades gestores de recursos hídricos, conselhos, associações e consórcios de municípios, associações de usuários, comitês de bacia, agências de água e delegatárias das funções de agências de bacia e outras organizações afins, estabelecidas em âmbito de bacias hidrográficas.

A Comissão Julgadora do Prêmio ANA 2023 será composta por 10 membros externos à ANA e com notório saber nas áreas abrangidas pelas categorias da premiação. Um representante da Agência presidirá o grupo, mas sem direito a voto. Os critérios de avaliação dos trabalhos levarão em consideração os seguintes aspectos: efetividade, inovação, impactos social e ambiental, potencial de difusão, sustentabilidade, adesão social e aderência aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). Para as categorias de Comunicação, o critério de sustentabilidade não será aplicável.

A Comissão Julgadora selecionará três iniciativas finalistas e a vencedora de cada uma das 10 categorias. Os finalistas serão conhecidos em 19 de outubro de 2023 e os vencedores anunciados em solenidade de premiação, prevista para novembro de 2023, em data e local a serem definidos.

As inscrições devem ser realizadas totalmente pelo hotsite do Prêmio ANA e não serão aceitos materiais em meio físico, já que a ANA adota uma política de papel zero. Cada participante pode inscrever mais de uma iniciativa. Além disso, poderão ser apresentados trabalhos indicados por terceiros, desde que acompanhados de declaração assinada pelo indicado, concordando com a indicação e com o regulamento da premiação.

 

O Prêmio ANA

Criado há 16 anos pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico para reconhecer as melhores práticas e iniciativas voltadas ao cuidado das águas do Brasil, o Prêmio ANA é a mais tradicional premiação do setor de águas do Brasil e já contabilizou mais de 2,9 mil trabalhos inscritos e premiou 48 projetos, de todas as regiões do Brasil, que se destacaram pela sua contribuição ao desenvolvimento do País.

 

 

 

Foto de Capa: Divulgação

Jornal do Sudoeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores.

Deixe seu comentário

Categorias ,